quinta-feira, 29 de outubro de 2009

FEL NO CAFÉ DO PARTIDO TSUNAMI

Filosofando


Todas as quintas


Odion Monte



Em uma votação na “Casa Grande”, sem chances de reviravolta. Ficou decidido que numa região onde o Partido Tsunami devasta a tudo e a todos, sem nenhuma chance de defesa, pois os vendavais que se instalaram em tal Partido, em momento algum aceitam as opiniões das fracas brisas, e principalmente de quem lá os colocou através das urnas, mas neste momento é chegada a grande oportunidade da fraca desta suave brisa. Que pela força de uma minoria foi massacrada, responder com um simples “sim” ou “não”.

É bem verdade, que conhecendo a ação massacradora que por muito tempo vem forçando a esta frágil brisa, sem o direito de optar, antes das decisões bruscas dos maremotos, que nem se quer chegaram a solicitar a opinião do “ventinho”, que com seus curtos tentáculos nada podem fazer, e foram forçados a se acordar e a dormir ao bel prazer e vontade alheia, como os toques de recolher impostos pelas ainda não esquecidas ditaduras.

Novamente à hora chegou! Muito embora como se fosse uma fraca luz no buraco negro, onde nada se enxerga, apenas se é consumido, mas a fraca brisa pode neste momento se tornar um vento forte, e empurrar este “Tsunami”, ou pelo menos mostrar a ele que a hora está chegando, e não adianta correr para os pólos, pois em um determinado momento o vendaval vai se acabar, e sem mais terem que se esconder nos porões, novamente a grande oportunidade chegou, vota brisa, mas vota certo, para mostrar aos senhores de engenhos que a Lei Áurea não foi extinta.


Odion Monte - contador, especialista em Filosofia Política pela Universidade de Teologia e Filosofia de Rio Branco - Acre (SINAL). É ainda, especialista em Pericia Judicial – UCG – Universidade Católica de Goiás - Bel. em Ciências Contábeis - FIRB/FAAO/AC

Artigos anteriores:


A CEGUEIRA DA VISÃO



Enviar para o Twitter

0 comentários: