quinta-feira, 15 de outubro de 2009

ADULTO COM SONHO DE CRIANÇA

Filosofando

Todas as quintas

Odion Monte

- Que sonho maravilhoso que sonhei. Pena que foi apenas um sonho. Logo eu aos quarenta e três anos de idade ter um sonho assim, mais foi um sonho tão longo que quando acordei pensei que fosse verdade, decepção eu estava em minha cama, no meu quarto. Perdi o sono e fiquei a me lembrar dos meus tempos de criança, bons tempos àqueles que infelizmente não voltarão nunca mais. A não ser no dia das crianças, quando podemos ver o sorriso deles e a grande felicidade em seus olhos, ao rasgar o papel de presente, e quando ver o tão esperado presente nos dizer, pai você é o melhor pai do mundo!

- talvez até tenha sido por este dia em que intitulamos dia das crianças, o doze de outubro, é que me veio este maravilhoso sonho. Sonhei que meu local de trabalho era uma grande fábrica de brinquedos, onde o meu trabalho era passar o dia inteiro brincando com todos aqueles brinquedos que tinha a fábrica, não sei como eles eram fabricados, só sei é que eram tantos, e a cada momento só aumentava, o meu sorriso era imenso, em gargalhadas que só criança dá no momento de felicidade, ou com cócegas.

- E imaginem só neste longo sonho, era hora do almoço, e neste longo e gostoso sonho, a hora do almoço, eu simplesmente não sentia fome, e como em sonho tudo acontece rápido, como se estivéssemos pensando acordado, lá estava eu jogando petecas, eram tantas e lindas, com cores diferentes, azuis, amarelas, verdes, aquelas transparentes que dentro tem as cores do arco-íris, e que quando criança chamamos de peteca colombiana. Fim do almoço e novamente o meu trabalho era brincar com a imensidão de brinquedos. Mas como todo sonho é só sonho, acordei rindo, e por um breve instante, achei que era real, mas meu lindo sonho me fez lembrar dos bons momentos de criança, obrigado meu Deus por me dar um sonho assim tão maravilho.


Odion Monte - contador, especialista em Filosofia Política pela Universidade de Teologia e Filosofia de Rio Branco - Acre (SINAL). É ainda, especialista em Pericia Judicial – UCG – Universidade Católica de Goiás - Bel. em Ciências Contábeis - FIRB/FAAO/AC Artigos anteriores:

NATUREZA MORTA


















Enviar para o Twitter

0 comentários: