sexta-feira, 26 de junho de 2009

A FRÁGIL DEMOCRACIA NUM BARRIL DE PÓLVORA

Filosofando

Odion Monte

Quando o povo estava pensando que nosso País passava pela maior era da democracia já vivida, se depara com situações que jamais imaginavam que viessem acontecer, uma enxurrada de corruptos que adentrou as salas onde se diz representar o povo vaza pelo “ladrão”. É claro que de uma forma ou de outra o povo hoje está tendo o conhecimento das corrupções por que passa a nossa vida. Muito diferente de outrora da ditadura militar.
Mas não tão diferente de outrora, o hoje não está muito distante, pois apenas não somos presos e levados a selas de interrogação e de tortura, porém funcionários são demitidos sem motivo algum, e vivem com uma mordaça sem poder falar a verdade, pois a verdade dói a muitos e nem sempre se tem o direito de ir e vir onde nos permite a nossa livre ação de cidadão.
Vamos ficar de olhos abertos, pois da forma em que estamos tudo pode acontecer, até ouvimos palavras onde dizem que alguns cidadãos têm que serem tratados de forma diferenciados uns dos outros, onde está a democracia? Onde está o direito de igualdade? Onde está o que juntos gritamos todos, “liberdade e igualdade para todos”, as eleições estão chegando, é essa há nossa hora! O nosso momento, vamos repensar novamente antes de teclarmos o “voto”. “Democracia se faz com direitos iguais para todos”...


Odion Monte - contador, especialista em Filosofia Política pela Universidade de Teologia e Filosofia de Rio Branco - Acre (SINAL).É ainda, especialista em Pericia Judicial – UCG – Universidade Católica de Goiás - Bel. em Ciências Contábeis - FIRB/FAAO/AC

Artigos anteriores:

Enviar para o Twitter

0 comentários: