segunda-feira, 11 de maio de 2009

Dívidas Impagáveis

Coluna Direito Cidadão
Todas as terças e sextas


As novas interpretações jurídicas da dívida civil no direito brasileiro

Danilo Santana

Milhares de pessoas e empresas se encontram sufocadas por dívidas que, infladas pelos acréscimos de juros, multas e correção monetária, se tornaram absolutamente impagáveis.
Os devedores que se encontram nessas condições vivem assustados e, sempre receosos da visita do oficial de justiça, evitam manter conta em bancos, comprar ações e outras operações financeiras, com medo bloqueio judicial. Quando adquirem um imóvel ou carro, sempre os colocam em nome dos filhos, dos parentes e até dos amigos, como forma de burlar a inevitável penhora.
Entretanto, no caso de falecimento do devedor, ou das pessoas cujos nomes foram utilizados para transferir um imóvel, veículo ou ações, o problema se estende para os herdeiros, de um lado e outro, fomentando as demandas judiciais que não acabam nunca.
O mais interessante de tudo isso é que a culpa pelas proporções incríveis das dívidas nem sempre são do devedor. E a ganância do credor pode alterar todo o quadro de seu direito.É que na maioria dos casos estas dívidas nem são tão grandes assim. É que o credor, principalmente os bancos, vão acrescentando na dívida, juros contratuais, juros de mora, correção monetária, multas contratuais, comissão de permanência e honorários de advogados, entre outras despesas, e a dívida vai crescendo numa progressão que se torna absolutamente impagável.


Clique na imagem e leia conteúdo completo

Danilo Santana é advogado, graduado em Direito pela PUC-MG, membro efetivo do Instituto dos Advogados de Minas Gerais, especializado em Marketing Internacional; pós-graduado em Direito Público.

Artigos anteriores:

Crédito consignado exige cautela
Cliente que desiste de consórcio receberá parcelas...
Transparência
Consumidor que pede revisão de conta não pode ter ...
Mesmo com dívida, consumidor pode cancelar o cartã...

Enviar para o Twitter

1 comentários:

Giliard Sousa disse...

minha mae ganhou uma casa do programa de casas popular da caixa em parceria com a prefeitura ela vai pagar 80 reais por mes sera q se ela estiver com alguma pedencia no banco ou em loja e etc ela perde a casa ?