terça-feira, 30 de março de 2010

Indefinido



Impasse entre donos de drogarias e farmacêuticos deixam acrianos sem assistência técnica nas farmácias e drogarias


Desde que entrou em vigor a RDC 44/09 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa - no mês de fevereiro deste ano, que os sindicatos dos farmacêuticos e dos donos de drogarias e farmácias negociam termos salariais para que a assistência em saúde nas drogarias e farmácias seja disponibilizada à população acriana.


O impasse permanece na questão do valor do salário a ser pago ao profissional farmacêutico, em torno de três a quatro salários mínimos e na questão da assinatura ou não de Carteira de Trabalho.

Os donos de drogarias defendem assinatura de contrato de prestação de serviços – como sempre ocorreu no Estado – já os farmacêuticos querem a assinatura de Carteira de Trabalho.
O presidente do Conselho Regional de Farmácias do Acre – CRF -, João Arnaldo, informa que uma reunião às 17 horas desta terça-feira, 30, pretende por fim ao litígio.

Os atuais contratos dos farmacêuticos com as drogarias e farmácias acrianas terminam nesta quinta-feira, 31 de março, enquanto isso a maioria das empresas seguem sem oferecer os serviços farmacêuticos previsto desde o dia 18 de fevereiro.

Enviar para o Twitter

0 comentários: