quinta-feira, 25 de março de 2010

Convidemos o traficante Fernandinho Beira-Mar para dar aula aos empresários do Acre



Fernandinho Beira-Mar sabe utilizar armas de fogo. José Dirceu também sabe.


Beira-Mar aprendeu nos morros cariocas. Dirceu em Cuba.


Beira-Mar é poderoso. Dirceu também é.


Beira-Mar optou pelo tráfico de drogas. Dirceu pelo tráfico de influência.


Beira-Mar só foi encarcerado depois de um claro entendimento político da necessidade de se prender um grande chefe do crime. Pois a sociedade clama por segurança e justiça.


José Dirceu é réu do Supremo Tribunal Federal – STF - no processo do mensalão - o maior esquema de roubo de dinheiro público já descoberto no Brasil.



De acordo com STF, Dirceu seria o chefe e mentor da quadrilha que desviou, somente em um ano, entre 2003 e 2004, R$ 55 milhões do nosso ‘suado dinheiro’. É por essa e por outras: que somos obrigados à pagar aluguel sem direito à casa própria; Que frequentamos escolas, mas não temos ensino. Que trabalhamos tanto, mas estamos sempre sem dinheiro.


Dirceu já foi condenado pela Câmara dos Deputados, perdera o mandato e teve seus direitos políticos cassados.



Dirceu só será preso se houver um entendimento político da necessidade de se combater os abusos da corrupção cometidos por políticos.


A tradição do STF é a de inocentar políticos envolvidos em maracutaias e roubalheiras - mesmo que exista um caminhão carregado de provas. Por isso, Dirceu poderá sair livre e zombar de mim e de você. Tal como fez nesta quinta-feira, 25, vindo ao Acre palestrar para empresários acrianos e para petistas de carteirinha – uma afronta de envergonhar o Povo do Acre.


O ministro Joaquim Barbosa - que vota em Lula e por Lula foi levado ao STF - é o responsável pelas mais consistes provas de envolvimento de Dirceu com os desvios de dezenas de milhões de reais e dólares. Mas o PT acriano simplesmente ignora o primeiro ministro negro a chegar a Suprema Corte.


Se a decisão de prender Dirceu será política - assim como foi com Beira-Mar – temos que condenar atitudes como estas do PT acriano e de alguns empresários que preferem ignorar todas as evidências e aplaudir o homem do mensalão.



Dirceu por Dirceu. Vamos convidar Beira-Mar para palestrar aos empresários acrianos. Só que desta vez, preferiremos a Catedral da Igreja Católica – como àquela torre foi custeada com dinheiro do contribuinte acriano, não seria nada de mais pedir algo em troca.
.
A foto de José Dirceu no Acre foi extraída do blog do Archibaldo Antunes e de Beira-Mar do Globo.com

Enviar para o Twitter

2 comentários:

Plácido disse...

Não entendo porque vc tenta ser polêmico. Apela e não consegue definir um ponto de vista do qual seja congruente com o texto exposto. Afinal de contas comparar a milicia que o BeiraMar comandava com os Empressários Acreanos é uma ofensa. Não entenda de forma generalizada esse comentário, porém reflita um pouco mais antes sair dando opiniões superficiais.

Edmilson Alves disse...

Caro Plácido.

Questionamentos sensatos como o seu são sempre bem vindos.

Não há polêmica quando se diz o óbvio. O problema é que o silêncio sob absurdos como o da visita de Dirceu impera no Acre. Aí, simples pontos de vista tornam-se surpresas.

Assim como Jorge Viana ficou surpreso porque o procurador Ricardo Gralha um resolveu cumprir à lei eleitoral.

Ofensa é um empresário acriano ignorar a biografia de José Dirceu e prestigiar o chefe do mensalão.

Quem aplaude Dirceu pode referenciar Beira-Mar. Afinal, os crimes de Fernandinho causam menos transtornos à sociedade que os cometidos por políticos. A corrupção política atinge a todos, sem distinção.

Em um país com respeito às leis vigentes, José Dirceu estaria palestrando na cadeia. Mas por aqui vira celebridade.