terça-feira, 28 de julho de 2009

Polícia Federal faz campanha de recadastramento de armas

Coluna Direito Cidadão

Todas as terças

A Polícia Federal (PF) e a Associação Nacional da Indústria de Armas e Munição (Aniam) lançaram, nesta segunda-feira, uma campanha para registro de armas.

O prazo para recadastramento vai até 31 de dezembro de 2009.

O registro dos armamentos poderá ser feito nas unidades da Polícia Federal ou em qualquer estabelecimento que venda armas e seja ligado à Aniam. O cidadão deve preencher um formulário que está disponível na internet e entregar esse formulário impresso em um dos postos de recadastramento com os documentos necessários para o registro da arma. Não é necessário pagar taxa para fazer o cadastramento. Para quem quiser se desfazer de sua arma, continua valendo a indenização de R$ 100 a R$ 300 por unidade devolvida, conforme o calibre.

O registro dá à pessoa o direito de possuir arma em casa, para defesa, mas não de circular pelas ruas. Segundo a Polícia Federal, quem deseja mais informações sobre registro de armas pode consultar o site http://www.recadastramento.org.br/.

Direito Cidadão.com

Artigos anteriores:

Cassação de prefeitos aumenta quase 70% no Brasil
Benefício do Bolsa-Família deve ter reajuste este ano

Formalização de pequenos empresários começa quarta...

Site é condenado por incluir jovem em cadastro de ...
Medicamentos: propaganda irregular é retirada da i...

Juros do financiamentro imobiliário devem cair mai...
Caixa reduz juros para crédito imobiliário
Professores e médicos poderão renegociar dívida do...
Banco do Brasil e Caixa terão R$ 100 milhões para ...
Cepal afirma que Brasil tem maior carga tributária...
Novas normas do SAC: lei de fato ou de direito?
Lei que obriga planos a custear vasectomia e laque...
Minha casa, minha vida: Quem tem nome sujo pode pa...
Dívidas Impagáveis
Crédito consignado exige cautela
Cliente que desiste de consórcio receberá parcelas...
Transparência
Consumidor que pede revisão de conta não pode ter ...
Mesmo com dívida, consumidor pode cancelar o cartã...

Enviar para o Twitter

0 comentários: