quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Vigilância Sanitária orienta população sobre alimentação segura


Mônica Araújo


Para comemorar o Dia Mundial da Alimentação, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária Estadual, em parceria com a Anvisa, realiza de 13 a 16 de outubro a Semana Nacional da Alimentação Segura. O objetivo é mobilizar e orientar as pessoas sobre o consumo seguro dos alimentos.

Durante quatro dias os técnicos da Vigilância Sanitária Estadual estarão visitando os supermercados da Capital, colégios, universidades, bares, restaurantes, dentre outros, fazendo a distribuição de panfletos e realizando palestra sobre como se alimentar bem e com segurança.

Na sexta-feira (16), encerrando as atividades da Semana Nacional da Alimentação Segura no Acre, a mobilização acontece no centro da cidade, das 9 h às 11 horas na Praça do Senadinho e, a partir das 16 horas na Praça do Novo Mercado Velho, onde a população estará recebendo informações a respeito do tema.

Segundo a gerente da Divisão de Vigilância Sanitária, Albertina Costa, as atividades terão como tema “Cinco Chaves para uma Alimentação Segura” da Organização Mundial da Saúde-OMS-, que são: manter a higiene; separar os alimentos crus dos cozidos; cozinhar muito bem os alimentos; manter os alimentos em temperaturas seguras e usar água tratada e ingredientes seguros.

“Esta ação acontece simultaneamente em todos os estados para orientar a população brasileira sobre a alimentação segura, pois são cuidados simples e fáceis para evitar a contaminação e transmissão de doenças por alimentos”, explica Albertina.

Além disso, no dia 16, representantes dos principais órgãos que fazem o controle de alimentos no mundo (OMS, FDA, União Européia, entre outros) estarão no auditório da Anvisa, em Brasília (DF), para debater temas de relevância mundial relacionados ao direito humano à uma alimentação adequada.

Pesquisas apontam que a cada dia, milhares de pessoas morrem de doenças transmitidas por alimentos. Seguir medidas simples de higiene pode evitar a maioria dessas doenças.

Enviar para o Twitter

0 comentários: