quinta-feira, 8 de outubro de 2009

‘Venda de medicamentos controlados sem SNGPC é tráfico de droga’, alerta representante da Anvisa


Especialista em regulação e vigilância sanitária da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Thiago Resende alertou nesta quarta-feira, 7, os farmacêuticos presentes ao treinamento sobre o SNGPC (Serviço Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados). “A venda de medicamentos controlados sem SNGPC é tráfico de drogas, crime que é submetido às investigações da Polícia Federal”, enfatizou.

Receitas - O farmacêutico da Drogaria Bela Farma, Mizael Paiva, aproveitou a oportunidade para relatar a dificuldade que os profissionais encontram com prescrições médicas erradas. É que existem três tipos básicos de receitas: as azuis, amarelas e brancas.
De acordo com os farmacêuticos, os médicos costumam trocar as cores. “Quando o médico erra na prescrição, as drogarias ficam impossibilitadas de vender o remédio”, afirma outro profissional de drogaria.
O representante da Anvisa, Thiago Resende, afirmou que uma cartilha com orientações sobre a correta prescrição será distribuída para todos os médicos brasileiros.
O treinamento ocorreu no auditório do Serviço Social do Comércio – SESC -, no Centro, em Rio Branco.

SNGPC - É um serviço eletrônico da Anvisa que funciona via internet no controle de medicamentos - aqueles em que a receita é retida no ponto de venda. O consumidor é obrigado a informar seus dados pessoas para poder comprar. Os dados do médico, da drogaria, do farmacêutico e do remédio também são enviados para Anvisa.

Enviar para o Twitter

1 comentários:

cldmag disse...

Possuo software para SNGPC - Importa o inventário da Anvisa. Todos os relatórios para a Vigilância - Balancetes trimestrais (BMPO - RMNRA e RMNRB2). Programa de fácil uso com 100% de aceitação dos arquivos enviados para a Anvisa. 0% de rejeição. Confira em
http://www.cmasistemas.com
http://www.sngpc.com