quarta-feira, 10 de novembro de 2010

TCU pede embargo da BR-317 que liga Amazonas e Acre

Dois contratos para obras na BR-317, que somam mais de R$ 75 milhões, estão sob suspeição do Tribunal de Contas

Compartilhar:

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou relatório nesta terça-feira contendo lista com 32 obras com “indícios de irregularidades graves.” Por isso, o TCU recomenda a “paralisação” dessas as obras, entre as quais consta a BR-317, na divisa entre o Amazonas e o Acre. O TCU relaciona dois contratos nessas condições envolvendo a obra.

O relatório do TCU diz que as obras são executadas pela Secretaria de Estado de Infra-Estrutura do Amazonas (Seinf). Dois contratos, que somam mais de R$ 75 milhões, aparecem na lista do TCU. O primeiro contrato 001/2009 – valor de R$ 71.767.585,73 – é referente à execução, construção e pavimentação da rodovia BR- 317 AM.

Leia mais

Enviar para o Twitter

0 comentários: