quarta-feira, 3 de novembro de 2010

55 vence apenas em Acrelândia




Vianas são tidos como “traidores” pela equipe de Dilma Rousseff



No Referendo do Fuso Horário, realizado neste domingo, 31, o 55 – opção pela qual aprovaria a alteração do horário realizada por lei de autoria do senador Tião Viana (PT) – venceu apenas em Acrelândia com 53,83%, dados do Tribunal Regional Eleitoral do Acre.



Acrelândia é a terra do candidato derrotado ao Governo do Estado, o psdbista Bocalom. Mas o município é mesmo administrado pelo PSB, aliado da Frente Popular do Acre, que tem o PT de Tião Viana como líder.



Foi também em outra terra que lembra o PSDB - Feijó - que a então presidenciável Dilma Rousseff (PT) obteve a sua única vitória no Acre. No resultado final, nas duas eleições realizadas – presidente e referendo -, o PT dos Vianas perdeu em 21 dos 22 municípios acrianos.



Foi no Acre que Dilma teve seu pior resultado, apenas 30% dos votos válidos. De acordo com o jornalista Mino Pedrosa (leia aqui) a família Viana é tida como admiradores do PSDB e por isso são tidos como infiéis pelo Palácio do Planalto - referência a nova casa da futura presidenta. “O Palácio do Planalto tacha os petistas como traidores e em conversa na cúpula da campanha de Dilma Rousseff deixam claro a paixão dos petistas pelo ninho do PSDB”, afirma o jornalista.
.
Pedrosa ainda conta que os irmãos Vianas podem pagar caro. "Vem bomba aí", diz sob a ação da Polícia Federal, Abin e Ministério Público Federal que apreenderam documentos e computadores dos petistas acrianos.
.
O PSDB venceu no Acre até mesmo quando a eleição foi contra o presidente Lula, em 2006. O próprio Jorge Viana governou o Acre tendo os tucanos como aliados. Em 2010, durante as eleições ao Senado, em entrevista ao programa Boca no Trombone, da radialista Eliane Sinhasique, Jorge elogiou o governo Fernando Henrique e questionou o porquê de José Serra “esconder” FHC das propagandas de sua campanha à presidência.
.
Contudo, tais notícias que circulam na imprensa nacional dando conta de suposta insatisfação de Dilma com os irmãos acrianos, podem, até certo ponto, beneficiar os Vianas. Basta que a irmandade adotem uma postura de fidelidade e silêncio. Assim, talvez, possam ser poupados pelo poder de ferro que vem de Brasília. Quem sairia perdendo seria o povo acriano, pois não tomariam conhecimento de possíves "outros" celulares do Senado sendo usando indiscriminadamente pela casta que comanda o Estado.
Não fosse o poder de Brasília, na disputa entre Tião Viana e José Sarney à presidência do Senado, jamais saberiamos do patrimonialismo adotado pelo senador Viana. Não que o patrimoniliasmo - prática de utilizar o bem público como se privado fosse - seja alguma novidade. Ele está incorporado à vida de muitos políticos do Acre e do Brasil.
.
Foto Ac24horas

Enviar para o Twitter

2 comentários:

Ramonzinho Tudibom disse...

Uau!!! Por essa os Viana não esperavam, mas eu e muitos outros, siiimmmm!!! hua-ha-haha!!! O povo deu resposta bonitinha ensaiada e em coro, nas urnas... Tião Viana 50% encostadinho o nosso Tião do Povo, o Bocalom, com 49% sem nenhuma estrutura megalomaníaca de campanha, agora o 'não' 77 dando na cara de seu mentor intelectual com 56,87% hua-ha-ha-aha... Tomara que Dilmo entenda isso como falta de empenho dos vianistas e desça o chicote neles, nem ligo mais se o Acre sofrer, quem mandou não se esforçar mais um pouquinho para termos Bocalom lá no Palácio Rio Branco... Bem-feito, F.P.A. COM OS DIAS CONTADINHOS... só mais 4 anos e olhe lá...

Revoltado no Último Grau disse...

REALMENTE VER SR. JORGE ENCURRALADO NA PRÓPRIA MENTIRA QUE ELE CRIOU, NÃO TEM PREÇO. DILMA NÃO PRESTA, TIÃO VIANA TAMBÉM NÃO, ASSIM COMO LULA QUE SEMPRE SE FEZ DE DESENTENDIDO MAS NÃO É NEM NUNCA FOI NENHUM SANTO, ENFIM O PT É PODRE E DITADOR, FORA PT, FORA PERSEGUIÇÃO MALDITA!!! VOU TORCER CONTRA SEMPRE ENQUANTO ESTIVEREM NO PODER, SEJA AQUI, SEJA EM BRASÍLIA OU EM QUALQUER PARTE DO BRASIL!!!