segunda-feira, 26 de abril de 2010

77% acreditam: Acre não é o melhor lugar para se viver na Amazônia


RESUMO

Com Saúde reprovada por 64% dos leitores participantes da enquete (veja na barra azul abaixo de arquivo), educação reprovada por 65%, transporte reprovado por 78%, salário do trabalhador reprovador por 72%, desrespeito aos idosos constatado por 88%.
.
Com os dados, ficou fácil averiguar, o melhor lugar para viver, deve oferecer o básico para sobrevivência, ou seja, saúde, educação, mobilidade, renda e respeito às pessoas da melhor idade.
.
O Acre ainda não apresenta tais condições a proporcionar vida digna para a maioria da população.
.
Para responder o questionamento solicitado, era necessário refletir através de cinco perguntas anteriores.
.
1 - Mais da metade dos leitores que participaram, (51%), avaliam a saúde acriana como de péssima qualidade. 13% como de qualidade ruim. 29% de média qualidade e para 5% os serviços de saúde é de ótima qualidade.
.
2 - No quesito educação, 44% veem péssima qualidade. Ótima e média qualidade soma 33%, enquanto 21% acreditam em ensino ruim.
.
3 - 80% enxergam a precariedade dos serviços de transporte público. 14% acham que o serviço tem ótima qualidade e 4% avaliam com regular.
.
4- 72% dizem que o salário do trabalhador acriano não garante vida digna. 16% compreendem regularidade nos salários, o que significa que o dinheiro do trabalhador dá para pagar contas domésticas. Para 8% os salários são ótimos - o que inclui viagens de lazer.
.
5 - Quanto ao respeito aos idosos, a clareza dos leitores refletem bem a realidade do Acre – 88% afirmam que os idosos são desrespeitados pelos governos e pela sociedade.
.
6 - Depois da reflexão, 77% dos leitores participantes dizem que o Acre não é melhor lugar para se viver na Amazônia.

Enviar para o Twitter

0 comentários: