sexta-feira, 21 de maio de 2010

Relação entre PT e empresas de ônibus prejudica população



Trocar sucatas velhas por sucatas novas não resolve o problema social

Nos ônibus da capital do Acre, Rio Branco, estudantes, idosos, trabalhadores e demais cidadãos são tratados como lixos humanos entulhados em grande lata de ferro.


E não são entulhados de qualquer maneira. São espremidos, humilhados, tratados como pessoas desprezíveis, e ainda, obrigados a permanecerem em uma espécie de estufa – no já insuportável calor amazônico.


Para o PT, prefeito de Rio Branco - Raimundo Angelim – e empresas concessionárias do transporte coletivo é assim que a parte da sociedade riobranquense desprovida de transporte privado deve ser tratada.


As empresas além de sonegarem impostos - como denuncia o suplente de vereador João Marcos Luz (leia aqui) - mantêm dívidas astronômicas com a prefeitura e são as mesmas que financiam as campanhas eleitorais do PT. Sendo assim, a sociedade paga o preço da íntima relação do PT com as empresas de ônibus.


O principal responsável pelo péssimo tratamento dispensado aos usuários de coletivo é o prefeito Angelim, pois cabe ao executivo municipal oferecer transporte público, digno.


Até quando seremos tratados como lixo?


Trocar a velha lataria por sucatas novas não revolve o problema. Os coletivos devem ser dotados de refrigeração. A frota deve dobrar em número para por fim ao entulhamento humano. As paradas de madeiras devem ser substituídas por material que garanta maior segurança à vida humana. Nas horas de maior movimentação de passageiros a frota deve triplicar.


No entanto, Angelim e empresas dos coletivos não farão as mudanças necessárias. E não farão pelo simples fato da população sempre eleger políticos ligados ao PT. Se o povo não muda, não há porquê mudar as condições de vida deste mesmo povo.

Enviar para o Twitter

2 comentários:

Anônimo disse...

É ridícula a falta de atitude do prefeito diante dessa situação. Mas isso vai mudar... Rodrigo Pinto vem aí!

Hatus disse...

CARO AMIGO EDMILSON; EU SOU UM DAQUELES PAI DE FAMILIA DESEMPREGADO QUE ESTÁ SOBREVIVENDO ATRAVÉS DE UM SERVIÇO CHAMADO DE LOTAÇÃO. ACREDITO QUE O AMIGO TENHA CONHECIMENTO DESSE TIPO DE SERVIÇO PRESTADO A COMUNIDADE USUÁRIO DO TRANSPORTE COLETIVO. SEI QUE ESTAMOS NA ILEGALIDADE MAI PROCURAMOS A RBTRANS PATA TENTAR UMA REGULAÇÃO, E O QUE VIMOS, FOI UMA RBTRAN COMPREMETIDA COM OS EMPRESARIOS DO SINDICOL. CASO O AMIGO QUEIRA SABER MAIS A RESPEITO, ENTRE EM CONTATO COM NOSSA LIDERANÇA LA NO PONTO DE PARADA EM FRENTE AO COLÉGIO META.