sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Prefeitura de Porto Velho leva gestão a localidades isoladas do Rio Madeira

Aproveitando a viagem do prefeito Roberto Sobrinho à região do Baixo Madeira, neste final de semana, o Departamento de Administração do Interior (DAÍ) realiza no sábado, 17, em Calama, a primeira “Visita de Gestão” com os administradores dos distritos da capital. O objetivo é fazer com que os administradores dos distritos do eixo da BR 364 conheçam o que os colegas do Baixo Madeira estão realizando. “Há muito tempo que planejávamos esse encontro. É uma visita que será importante porque os administradores poderão fazer troca de experiência, com um se inteirando o que o outro está fazendo, e por meio desse intercâmbio, até mesmo criar parcerias com um distrito ajudando o outro naquilo que for possível”, adiantou o diretor do DAI, Francisco Alves Araújo, o “Tyer”.
Encontro_-_Gesto_2

   Oficialmente, Porto Velho tem hoje 11 distritos, mas são incluídas nessa lista as localidades de Rio Pardo e União Bandeirantes que ainda não tiveram a elevação de categoria regulamentada pelo município. É que as duas localidades estão situadas em uma área de preservação ambiental onde o município não pode atuar porque estão sob jurisdição federal.
   No Baixo Madeira estão localizados quatro distritos — Calama. São Carlos, Demarcação e Nazaré. O restante fica situado no eixo da BR 364 — Jacy-Paraná, Abunã, Fortaleza do Abunã, Extrema, Vista Alegre e Nova Califórnia.
   Devido à dimensão continental da área territorial de Porto Velho, Francisco Tyer frisou que muitos administradores não conhecem os outros distritos e esta é uma oportunidade para que eles possam conhecer melhor o município. “Sabemos da dificuldade que eles têm para se deslocarem. Por isso eles ficam como se estivessem isolados, com os distritos da BR não se comunicando com os do Baixo Madeira. E como os administradores representam a figura do prefeito nos distritos essa falta de comunicação não é bom para a  administração municipal como um todo”, disse.

   Francisco Tyer citou, por exemplo, que existem ações sendo realizadas em Nova Califórnia, na Ponta do Abunã que podem ser adaptadas para ser executadas em Demarcação. A medida, para ele, valorizaria e daria mais visibilidade ao trabalho da prefeitura nos distritos que são realizados ou por ação direta ou por meio das administrações distritais.

Por Joel Elias
Fotos: Medeiros

Enviar para o Twitter

0 comentários: