terça-feira, 17 de março de 2009

Os 10 mandamentos do Leão: dicas para evitar problemas ao declarar o Imposto de Renda



Preparar a Declaração de Ajuste Anual não é das tarefas mais agradáveis, mas nem por isso precisa ser considerada um bicho de sete cabeças.


Para tornar a tarefa menos complicada, a diretora de conteúdo e especialista em Imposto de Renda da Fiscosoft, Juliana Ono, fez uma lista com 10 dicas sobre a declaração, envolvendo documentos necessários, cuidados com o preenchimento, modelos, prazos e novidades. Confira:


Os 10 mandamentos do Leão:


1 - Estar de posse de todos os comprovantes.Estes documentos possuem informações importantes e necessárias para o preenchimento da declaração.

2 - Saber como funciona o programa gerador da DeclaraçãoÉ importante saber o que deve ser incluído em cada campo, para evitar equívocos que podem levar à malha fina.

3 - Cuidado na hora de digitar os dados.
Erros de digitação envolvendo valores e documentos são os mais comuns e podem fazer a declaração ficar retida.



4 - Confirmar se as férias vendidas em 2008 constam no campo de rendimentos isentos.No comprovante de rendimentos, o empregador deve ter informado o valor do abono pecuniário de férias (10 dias de férias vendidas durante o ano 2008) no campo de rendimentos isentos. Se seu comprovante de rendimentos não está assim, é preciso contatar o empregador e pedir retificação não só do comprovante, como também da Dirf enviada em fevereiro.


5 - Informar na declaração apenas deduções de despesas amparadas por documentos que comprovem o gasto.Vale atentar também às deduções permitidas e aos limites de cada uma delas.



6 - Informar todos os rendimentos recebidos.É importante, inclusive, lembrar da obrigatoriedade de informar também os dos dependentes relacionados na declaração.



7 - Pedir ajuda especializada.Saber o que pode e deve ser informado em cada campo exige um pouco mais de conhecimento.



8 - Testar diversas formas de declarar.Um pequeno planejamento tributário, comparando os modelos completo e simplificado da declaração, facilita a escolha da forma mais benéfica de declarar.



9 - Analisar a variação do patrimônio.É importante verificar se a variação ocorrida no ano é compatível com os rendimentos recebidos, informados na declaração.



10 - Não deixar para a última hora.O quanto antes a declaração for preenchida, menores as chances de erro e de atraso no envio, que pode levar ao pagamento de multa (valor mínimo de R$ 165,74).



Temporada 2009


A temporada de entrega da declaração do IR 2009 começou no dia 2 de março e segue até o dia 30 de abril.


A declaração pode ser feita de forma eletrônica, com envio pela internet ou em disquete, ou via formulário. Pela internet, o prazo termina à meia-noite do dia 30 de abril. A entrega em disquete ou formulário, feita nas agências da CEF e Banco do Brasil ou Correios, respectivamente, segue o horário de funcionamento de cada estabelecimento.


Segundo Juliana Ono, é importante lembrar que, nos últimos dias de entrega, os sistemas da Receita Federal costumam ficar congestionados, o que pode prejudicar o envio. "Além dos erros citados acima, a falta de tempo pode fazer com que esqueçamos de valores que diminuem o imposto a pagar, minando eventuais chances de efetuar um planejamento tributário", finalizou.


Fonte: UOL

Enviar para o Twitter

0 comentários: