sábado, 6 de outubro de 2012

Presidente do Psol alega que exclusão do partido de debate da TV Acre foi por falta de recursos financeiros


Partido pede ajuda!

Além de desobedecer a determinação da Justiça Eleitoral do Acre ao divulgar pesquisa irregular do Instituto Ibope – proibida pela magistrada Maha Kouzi Manasf e Manasf da primeira zona eleitoral de Rio Branco (AC) - a TV Acre (Rede Globo) excluiu a candidata do PSol, professora Peregrina, do debate realizado na madrugada dessa sexta-feira (05).

Segundo a lei eleitoral, partidos com representação na Câmara dos Deputados têm assegurado a participação nos debates televisivos.

De acordo com o presidente da executiva estadual do Psol, Antônio Rocha – que foi candidato a prefeito de Rio Branco na disputa há quatro anos, o seu partido teria deixado de recorrer à Justiça Eleitoral da decisão da emissora em razão de não dispor de recursos financeiros. “Pedimos favor a um advogado que acabou não recorrendo há tempo”, disse.

Rocha alega que caso consiga apoio de algum advogado, poderá entrar com representação contra a TV Acre a fim de reparar possíveis danos causados a candidatura da professora Peregrina.
 A TV Gazeta (Rede Record) que também apresentou debate entre os candidatos, na segunda-feira (1º), respeitou o direito do PSol. 

Já em Porto Velho (RO) e São Paulo (SP) os debates desta quinta-feira (04) foram cancelados pela falta de dispositação da Rede Globo de respeitar princípios democráticos, o histórico da emissora tem sido da indevida interferência nas eleições do país, a principal vítima da emissora foi o ex-presidente Lula, em 1989 contra Collor, quando a emissora chegou a editar um debate.

Em 2006, Lula foi novamente vítima da Rede Globo, quando o Jornal Nacional deixou de noticiar um dos mais graves acidentes aéreos da história, envolvido um Boeing da Gol que se checou com uma aeronave americana nos céus da Amazônia, para dedicar o tempo do periódico ao episódio que ficou conhecido como o caso dos aloprados do PT. A época, o partido de Lula chegou a indicar que o adversário de Lula, Geraldo Alckmin (PSDB), só teria indo ao segundo turno das eleições graças a intensa campanha da TV Globo.

Para o advogado do PSDB, Ednei Muniz, o Psol poderia pedir apoio de Ministério Público Eleitoral, já que não dispõe de recursos para constituir defesa.

Enviar para o Twitter

0 comentários: