segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Tião Viana prestes a ter que demitir servidores

O que acontece se os gastos com funcionalismo extrapolam?


De acordo com a Folha de São Paulo, o Estado do Acre está prestes a ultrapassar o limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal com gastos de pagamentos a servidores públicos. Caso esses gastos sejam de 49%, gestores públicos ficam obrigados a demitir funcionários e podem deixar de receber repasses federais.

A notícia do jornal paulista se baseou em dados do relatório de gestão fiscal encaminhado ao Tesouro Nacional. Quando os gastos com pessoal extrapolam 46,55% da folha, os Estados ficam impedidos de dar aumento e criar novos cargos. É que já ocorre com o Acre, algo que sinaliza: greves em vários setores da administração estadual por aumento de salários pode desestabilizar o governo de Tião Viana que já sofre por contratar servidores sem o rito legal de realização dos concursos públicos.

Enviar para o Twitter

0 comentários: