segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Manobras podem - mais uma vez - adiar votação de Referendo

Em tese, decisão não pode ser adiada, mas ainda há margens para manobras que prorrogam sua votação - marcada para esta quarta-feira, 02.

De acordo com normas da Comissão de Constituição e Justiça – CCJ – do Senado Federal, a votação do parecer do senador Sérgio Petecão (PMN-AC) que defende imediato retorno do horário antigo do Acre não poderá mais receber pedido de vistas e deverá ser votado nesta quarta-feira, 02, sem direito a prorrogação.

Caso o parecer de Petecão seja aprovado, o Acre terá sua hora legal restituída brevemente, mas se prevalecer à vontade do senador Jorge Viana (PT-AC) – e da Rede Globo (TV Acre) -, que lutam pela edição de uma nova lei para validar o resultado do Referendo realizado em 2010, os acrianos ficarão no horário atual, uma hora de diferença de Brasília, por tempo indeterminado.

Contudo, os senadores ligados aos interesses mercantis das organizações Globo podem, ainda, utilizar-se de uma artimanha, tentar cancelar a reunião, e, assim, prorroga-lá para o dia 16 de março - já que na semana anterior tem-se a quarta-feira de cinzas.

Enviar para o Twitter

1 comentários:

Acreano irritado disse...

Se os irmãos Viana e Cia continuarem contra a vontade dos acreanos em relação a mudança do horário, ficarão, no popular, mais sujos que pau de galinheiro.