segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Segunda semana do JN no Ar começa em Feijó, no Acre





Por Alfredo Bokel do G1


Depois de deixar Campo Grande, Mato Grosso do Sul, na noite de domingo, a equipe do JN no Ar chegou ao Acre. Os oito integrantes do projeto e os três da tripulação desembarcaram em Cruzeiro do Sul no início da madrugada de segunda, descansaram por algumas horas e seguiram para Feijó, onde chegaram às 8h40, horário local, 9h40 de Brasília.

A viagem para Feijó teve uma novidade: pela primeira vez, o segundo avião do projeto, um Caravan, foi utilizado.

A cidade, sorteada no Fantástico, tem 31.288 habitantes, segundo a prefeitura, e é a terceira mais populosa do estado. Ainda hoje, você terá aqui no blog os bastidores da passagem do JN no Ar por Feijó e, à noite, não perca a reportagem de Ernesto Paglia.


Feijó (AC) é movida a pedaladas

Feijó é a terceira cidade mais populosa do Acre, com cerca de 31 mil habitantes, porém com uma frota de apenas 1.388 veículos, entre eles 756 motocicletas e apenas 172 automóveis, segundo dados do Detran. São as bicicletas que tomam conta das ruas da pacata cidade. Até o velho carro de boi é bastante utilizado para transportar mercadorias.

Com esses números, para que uma autoescola em Feijó, não é mesmo? Quem abriria um negócio desses numa cidade movida a pedaladas?

Acredite, Feijó não tem uma, mas duas autoescolas e o dono de uma delas, Erasmo de Aguiar, foi o nosso motorista nas três horas e meia que passamos por lá.

“Não dá para enricar com autoescola aqui, mas não falta aluno”, garante Erasmo. “Por mês, de 40 a 60 pessoas fazem prova para tirar habilitação”, completou.

Mas nem o próprio Erasmo usa o carro para trabalhar. Ele só precisa sair pelo portão de casa e atravessar a rua. “É bom, porque não pego trânsito”, brincou.

Acre e Rondônia sem Internet

Os Estados do Acre e Rondônia amanheceram nesta segunda-feira, 30, sem acesso à Rede Mundial de Computadores. Mais uma vez o rompimento da fibra óptica motiva a desconexão do sistema. Usuários de conexão via Embratel não foram afetados e permanecem ligados à Internet.

domingo, 22 de agosto de 2010

Acadêmicos de Jornalismo realizam mobilização ambiental neste sábado, 28

Uma mobilização para recolher o lixo das margens do Rio Acre, nas proximidades do Mercado Velho, está sendo realizada pelos acadêmicos do 6º período do curso de Jornalismo do Iesacre/Uninorte. A ideia da mobilização ocorreu durante a realização de uma aula prática da disciplina Fotojornalismo I, ministrada pelo repórter fotográfico Marcos Vicentti, no sábado, 14.

“É crítica a situação em que se encontra o Rio Acre durante o período de estiagem que o Acre vive nos últimos dias”, diz a acadêmica do curso, Alcinete Gadelha. Outra situação que impactou os acadêmicos foi a questão da “limpeza” do local, pois além estar praticamente seco, “a sujeira existente no local é repugnante”.

Segundo a acadêmica, o que se encontra no lugar são muitas garrafas PET, latas, pneus velhos, tanto de carro quanto de bicicletas. “Foi possível encontrar até sapatos largados e a terrível ‘língua preta’ da rede de esgoto que cai diretamente no rio”, acrescenta Alcinete.

A visão da água foi substituída pelos entulhos, balseiros, barras de ferro e os lençóis de areia no meio do rio. “A omissão pelo lugar tem causado esse tipo de transtorno em um dos lugares indicados como ponto turístico da cidade”, destaca a Alcinete.

Mesmo com a situação em que se encontra o local, durante a aula os acadêmicos puderam contemplar a tímida, porém encantadora apresentação de um boto cor-de-rosa, que em rápidos movimentos vinha até a superfície, chamando a atenção dos que passavam por ali.

A situação das margens do Rio Acre sensibilizou os acadêmicos que decidiram marcar um mutirão de limpeza para o próximo sábado, 28, a partir das 8h da manhã tendo como ponto de encontro a passarela Joaquim Falcão Macedo, no Novo Mercado Velho.

A acadêmica Jucilene Armani está mobilizando alunos do Ensino Médio para que participem do mutirão, que irá contar com o apoio da Semsur na coleta do lixo que for retirado das margens do rio. “É importante que as escolas participem desse evento, que busca chamar a atenção para a situação em que se encontra o rio”.

Ufac inicia inscrições para o vestibular 2011

As inscrições para o vestibular 2011 da Universidade Federal do Acre (Ufac) estão abertas desde a sexta-feira, 13. De acordo com o edital divulgado no site da instituição, as provas acontecerão nos dias 14 e 15 de novembro de 2010, nos municípios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Manoel Urbano, Sena Madureira, Feijó, Tarauacá, Xapuri, Brasileia e Plácido de Castro.

Ao todo serão oferecidas 2.100 vagas em 43 cursos nos Campi de Rio Branco e Cruzeiro do Sul, sendo 2.030 vagas a serem preenchidas pelo Processo Seletivo e as demais 70 vagas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010.

As novidades deste ano são o curso modular de bacharelado em Direito no Campus Floresta (em Cruzeiro do Sul) e a disponibilização de 5% de vagas em todos os cursos para portadores de necessidades especiais permanentes.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais), e o prazo para solicitar a isenção encerra no dia 30 de agosto de 2010. As inscrições se encerram no dia 27 de setembro de 2010 e devem ser feitas pelo site www.ufac.br/vestibular/vestibular2011.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Candidato não posta vídeo no YouTube

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 19, o candidato ao senador pela coligação Liberdade, Produzir para Empregar, João Correia (PMDB), prometeu postar no YouTube o vídeo completo da entreivsta que acabou em briga entre Correia e o jornalista Demóstenes Nascimento da TV 5.
Até o momento a promessa não foi cumprida e o cadidato não atende nem retorna as ligações dos jornalistas.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Novo vídeo de briga entre jornalista e candidato deve ir ao YouTube ainda nesta 5ª

O candidato ao senador pela coligação Liberdade, Produzir para Empregar, João Correia (PMDB), reuniu a imprensa na manhã desta quinta-feira, 19, para divulgar o vídeo completo da entrevista que acabou em brinca entre o político e o apresentador da TV 5, o jornalista Demóstenes Nascimento.

O vídeo deve ir ao YouTube ainda nesta quinta-feira, 19.


A TV 5 apresentou à Justiça um vídeo ainda com corte. De acordo com o advogado Mario Paiva, o corte de edição seria justamente o momento inicial da briga em que o jornalista agride seu cliente, João Correia - ex-deputado federal pelo Acre.


Pelas imagens, o postulante ao Senado deve provar que foi agredido pelo Jornalista Demóstenes que faz defesa veemente do Governo da Floresta. O descontrole do jornalista é visível e explosivo quando Correia diz que o Acre não teria melhorando na gestão petista.

Correia acusa o presidente da Ordem dos Advogados, Florindo
Poersch, de fraude na transcrição de trechos das falas na entrevista e promete processar o advogado. João promete ainda acionar à Justiça contra as emissoras nacionais de televisão como SBT, Band e Record que teriam, de acordo com o ex-parlamentar, deturpado os fatos.

Foto : AC 24 horas

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Professor Claudemir Mesquita lamenta por Igarapé São Francisco

Há 22 anos atuando com pesquisa ambiental o professor Claudemir Mesquita está escrevendo um relato sobre os problemas que o Igarapé São Francisco está enfrentando. Foram 12 anos acompanhando os igarapés que deságuam no São Francisco, que resultaram em poesias.

“Acompanhei durante este período os igarapés Dias Martins, o Igarapé Fundo, o Igarapé Amaro e o Igarapé Saituba e posso dizer que o homem está acabando com eles. O problema maior é que as águas do Igarapé São Francisco deságuam no Rio Acre”, diz o professor.

Autor de sete livros, dentre os quais “Lágrimas”, sobre o Rio Acre, Claudemir Mesquita é um apaixonado pela pesquisa e tem lutado para que as autoridades possam enfrentar um problema ambiental que poderá trazer sérios problemas para o futuro. “Hoje o Rio Acre é um rio esquecido e que vem sofrendo com os processos antrópicos”.

Quem sabe se o próximo livro não seja contando a história do Igarapé São Francisco? A seguir parte de um dos poemas de Claudemir Mesquita:

Gerações de Lágrimas

Quando tuas águas chegarem
meu olhar vai dar uma festa,
porque a crueldade que o povo
impôs ao teu leito é um
instrumento de angústia,
sofrimento e dor.

Rogo, para que a chama da luz
Que existe em cada um de nós
cresça vertiginosamente
toda vez que falo
do teu desgosto.

Assim! Quando não for possível
avançar dois passos sobre
teu leito adormecido,
desloco-me para diante
pelo menos alguns milímetros
ao encontro do teu sacrifício.

Atividades práticas valorizam curso de Odontologia da Uninorte

O curso de Odontologia da União Educacional do Norte (Uninorte), desenvolve atividades práticas que valorizam a formação profissional. A coordenadora do curso, professora Maria do Carmo Moreira de Miranda, diz que o curso visa a formação de um cirurgião-dentista generalista com competência para atuar na promoção e proteção à saúde, recuperação e reabilitação com foco na integralidade da atenção, no nível individual e coletivo.

A coordenadora, que é graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, (UFRN) mestre em Patologia Oral pela mesma universidade, atua como cirurgiã-dentista da Secretaria Municipal de Saúde Rio Branco.

Segundo a professora Maria do Carmo, o mercado de trabalho para os graduados é muito amplo, podendo atuar no serviço público (federal, estadual e municipal) e na esfera não governamental; consultórios e clínicas particulares; ensino e pesquisa em universidades; gestão de sistemas e unidades de saúde pública e privada; e prestar consultoria técnica-científica a indústrias de produtos odontológicos.

O curso de graduação em Odontologia da Uninorte, possui estrutura curricular que atende as Diretrizes Curriculares Nacionais para cursos de Odontologia e tem como destaque o corpo de educadores, formado por mestres, doutores e especialistas. “Estamos com uma equipe de profissionais que orientam as atividades práticas no laboratório, na clínica e nos projetos desenvolvidos em parceria com a comunidade”.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

SNGPC: Problemas no acesso e na validação do sistema

Os sistemas da Anvisa passaram por migração de banco de dados, entre eles o SNGPC, com isso o sistema está apresentando alguns problemas, como a lentidão no acesso e atrasos na validação de arquivos.

Vale ressaltar que durante o período em que o SNGPC estiver passando por dificuldades (lentidão) no processo de validação e acesso ao sistema, o controle não pode deixar de ser realizado. As movimentações (arquivos) devem ser geradas e armazenadas em pacotes no software do estabelecimento para serem enviados um a um até a normalização do processamento.

Além disso, reiteramos que um arquivo somente poderá ser enviado após o recebimento, validação e aceitação do arquivo anterior.

Esclarecemos que não é preciso aguardar sete dias para que um novo arquivo seja enviado para validação, pois o sistema não irá bloquear este envio. Caso o último arquivo seja validado e aceito, o arquivo XML referente ao período posterior poderá ser enviado no dia seguinte.

Os arquivos posteriores devem ser gerados e armazenados para posterior envio.

Lembramos ainda, que de acordo com a Instrução Normativa nº. 11/07:

Art. 6º Não deverão ser objeto de autuação pelo órgão de vigilância sanitária competente os problemas decorrentes de dificuldades técnicas temporárias, entendidas como dificuldade de natureza operacional ocorrida no sistema, caracterizado como falha, interrupção ou ausência de comunicação na transmissão de dados e informações por período igual ou superior a 24 horas.

Em virtude dos problemas supracitados, informamos que ainda não temos uma previsão de quando o sistema voltará a ter o seu acesso normalizado. Assim que o mesmo for restabelecido comunicaremos pelo hotsite: http://www.anvisa.gov.br/hotsite/sngpc/index.asp.

Anvisa

Eleições: entrevista na TV 5 acaba em socos


Confira no blog do Repórter 24 Horas
Veja vídeo

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Ricardo Molina retorna ao Acre com revelações sobre o caso do professor acusado de estupro

Por Djahnaine Oliveira

Nesta segunda-feira, 9, a partir das 14h, desembarca no Aeroporto Internacional Plácido de Castro, na companhia aérea TAM, o perito forense Ricardo Molina que retorna ao Acre para revelar suas conclusões sobre o caso do professor Antônio José condenado há 12 anos pela justiça por estupro de vulnerável.

Molina esteve no Acre pela primeira vez dia 17 de maio, permanecendo na capital por três dias, sendo o mesmo solicitado a pedido da família do professor para examinar e avaliar o fato.

Relembre o caso:

No dia 18 de março deste ano, uma criança de seis anos de idade, chegou em casa reclamando de dor; a mãe do garoto, Francisca Silvânia, resolveu perguntar o que estava acontecendo, mas a criança se recusou a falar.

Horas depois, o menor comentou algo a respeito do carro do professor que causou curiosidade na mãe em saber como que ele sabia de tais informações; enfim, conseguiu que o menino falasse.

A criança disse à mãe “que o professor Antônio o convidou para ir até sua casa e pegar um violão para tocar músicas na escola. Ele entrou no carro, no banco da frente; em seguida, ele começou a tocar em seu órgão genital e todo o corpo; depois de tocar muito seu corpo, o professor o colocou no colo e penetrou o pênis em seu ânus, foi quando ele começou a chorar e sangrar; logo após, Antônio limpou o sangue com papel higiênico”.

A mãe prestou queixa na delegacia e recebeu o encaminhamento para o Instituto Médico Legal – IML, para fazer o exame de conjunção carnal. No laudo médico, foi confirmada a prática de atos libidinosos e conjunção carnal sofridos pelo menor.



Contato: Advogado José Antônio

(68) 9206-0502

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Acadêmico de Administração estuda a viabilidade de exportação de produtos acreanos


O acadêmico do curso de Administração da União Educacional do Norte (Uninorte), Victor Hugo Rondon, do 7º período, realizou, entre os dias 20 de abril a 4 de maio, uma viagem pela Estrada do Pacífico, como trabalho de pesquisa para a disciplina “Laboratório Empresarial”. A viagem teve como objetivo verificar as condições e viabilidade de exportação de produtos acreanos utilizando a saída para o Pacífico, através do Peru.
A pesquisa consistiu em recolher informações sobre o processo logístico de exportação através da estrada com destino ao mercado dos Estados Unidos e da Inglaterra. Durante a viagem foram visitadas instituições como a Receita Federal do Peru, envolvendo os trâmites e documentos exigidos pelo país.

Victor Hugo visitou, ainda, agências aduaneiras, para conhecer de perto os formulários a serem preenchidos, o Consórcio Conirsa-Odebrecht, para conhecer a estrutura das estradas e os prazos de conclusão dos trechos que ainda estão sendo trabalhados, assim como a ponte Billinghurst, que unirá definitivamente a cidade de Porto Maldonado ao Acre.


Aluno fala da viagem objeto da pesquisa

“Na viagem, passamos pela cidade de Cuzco, onde se averiguou também informações sobre a estrada, e também sobre a alternativa de chegada ao Pacifico, via Azángaro. As duas apresentavam grandes possibilidades para a chegada ao nosso destino final, Arequipa.

Conhecida como a cidade branca, e aquela que se encontra entre o céu e o sol, Arequipa apresenta suas maravilhas arquitetônicas e as suas paisagens naturais, feitas por desertos, cordilheiras e vulcões. Mas infelizmente não houve muito tempo para ficar naquele maravilhoso lugar.

Então partimos para o que interessava ao nosso trabalho, o porto de envio das mercadorias brasileiras aos dois maiores mercados do mundo, Estados Unidos e Ásia. O Terminal Internacional do Sul, conhecido pela sigla Tisur, é administrado por uma empresa que dirige o porto há dez anos. Localizado na costa do Pacífico de Arequipa, o terminal apresenta uma atrativa infraestrutura portuária que atende o envio e chegada de mercadorias de diversas partes do mundo.

Entre os serviços que oferece (no navio, no transporte da carga, no armazenamento e nos containers) o que nos chamou a atenção foi a diversidade dos armazéns, que chegam a 73.527 m² para carregamento em geral, sendo 24.246 m² para armazenamento fechado, 17.718 m² para os concentrados de minerais e 75.000m TN de armazenamento para grãos.
O porto de Matarani tem o potencial de administrar atualmente até 300.000 containers por ano.

A nossa viagem partindo da Amazônia brasileira chegando ao Pacífico chegou ao fim, agora só resta voltar à faculdade e continuar estudando”.
Victor Hugo Rondon, acadêmico do 7º período de Administração

Nova friagem


Fonte: Clima Tempo
Clique na imagem para ampliar

Censura judicial

TRE do Mato Grosso do Sul proíbe jornalista de publicar matérias sobre senador

O Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul proibiu o jornalista Nilson Pereira de publicar matérias sobre o senador Delcídio do Amaral (PT). Caso descumpra a decisão do TRE, Pereira terá que pagar multa diária de R$ 10 mil. O jornalista afirma que vai recorrer da decisão, pois considera que tudo o que divulga em seu blog e no Twitter são informações verídicas e de interesse do eleitor. Ele também disse que nunca ofendeu a honra do senador e de nenhuma outra pessoa.

"Não posso falar coisas que eu sei sobre o Delcídio, espero que se faça justiça", diz Pereira. A ação movida pelo senador causou indignação ao site Midiamax, que hospeda o blog de Pereira. De acordo com o portal, atitudes semelhantes a do senador “buscam a censura prévia e maculam intenção intimidatória". O senador Delcídio do Amaral, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que não tem nenhum problema com o Midiamax e que respeita o site. Porém, informou que Pereira não é profissional e que sua postura é inadmissível.

"Ele tem atacado a honra do senador, para atacar ele tem que provar", afirmou a assessoria do senador.

Gestão Pública