quinta-feira, 19 de julho de 2012

Com greve, Anvisa afirma que mantém 30% de servidores em serviços essências



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (19) em sua página oficial na internet que em cumprimento a lei, os servidores da Anvisa garantiram, pelo menos, a força de trabalho mínima de 30% em todos os postos de Vigilância Sanitária existentes no país. 

Assim, estão sendo “prestados os serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, como determinou o Supremo Tribunal Federal (STF) em consequência da greve das agências reguladoras”.

No Acre, drogarias, farmácias, distribuidoras de medicamentos e correlatos com o pedido de renovação de Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) em tramitação ficam prejudicadas com atrasos na análise de seus processos – uma vez que a normalidade de suas atividades depende do documento expedido exclusivamente pela Anvisa.

Enviar para o Twitter

0 comentários: