domingo, 7 de outubro de 2012

Pela 4ª eleição consecutiva, Ibope é desonesto com Bocalom

Já é quarta eleição consecutiva que propositadamente o Instituto Ibope exagera no rebaixamento da intenção de votos do candidato Tião Bocalom (PSDB).

Neste domingo (07), a mesma história de 2006, 2008 e 2010 se repete em 2012.

Na atual pesquisa, o Ibope apontava Bocalom com 34% dos votos válidos, ao final da apuração oficial da Justiça Eleitoral, ele teve quase 44%, são quase 10% de diferença, algo que demonstra intenção de errar do Instituto, pois a margem de erro foi de apenas 3%.


O candidato do PT, Marcus Alexandre, não obteve a vitória de 1ª turno amplamente anunciada por seus partidários. Rio Branco terá a primeira eleição de segundo turno de sua história.

Em uma disputa na qual Tião Bocalom (PSDB) classifica com a luta de “um Davi contra vários Golias”, na qual todos os veículos televisivos e impressos da cidade mantêm editorial governista, com pesquisas que lhes foram desonestas, com uso de cabos eleitorais pagos com o dinheiro público. Bocalom já pode se considerar sua ida ao 2º Turno como uma grande vitória. 

Os partidos de oposição confirma vitória no interior, vence em 13 contra dos 22 municípios

Cruzeiro do Sul, Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Senador Guiormard e Xapuri serão governados por partidos de oposição.
 

Oposição falha na fiscalização de seções eleitorais e pode facilitar corrupção de votos

Neste domingo (07) de votação das eleições municipais 2012,  os partidos de oposição falham na fiscalização de seções eleitorais. A maioria delas é fiscalizada somente pelos partidos da Coligação Frente Popular.

Na seção 0028, na Biblioteca Pública Estadual ao lado do colégio Barão do Rio Branco (Cerb) são três fiscais petistas e nenhum dos outros cincos partidos que concorrem ao pleito.

A ausência de fiscalização pode facilitar esquemas de corrupção eleitoral, os mais comuns são votos de pessoas mortas e de eleitores ausentes, que acabam votando por força da desonestidade. Para isso, basta à composição de mesários corruptos associada à falta de fiscalização.

Assim agindo, a oposição deposita toda confiaça na honestidade dos mesários e nos fiscais da Frente Popular.

Em um estado cujas pesquisas eleitorais são fraudadas, os veículos de comunicação são cooptados e o próprio governador, segundo entendimento de membro do Ministério Público Federal (MPF), não foi legitimamente eleito, a falta de fiscalização é temerária ao processo democrático limpo.

sábado, 6 de outubro de 2012

Ibope esconde números da espontânea para prefeito, dados poderiam assegurar impossibilidade de vitória em 1º turno


Apensar de constar como o segundo item do questionário da pesquisa Ibope/TV Acre divulgada nessa sexta-feira (06), a intenção de voto espontânea -  pela qual o eleitor revela em quem votaria sem a necessidade de estímulo do entrevistador -  não foi divulgada. 

A título de exemplo, a pesquisa Ibope/TV Globo, em São Paulo (SP), divulgada na terça-feira (02), Celso Russomanno apresenta 24% na espontânea, 3% a menos que na estimulada. José Serra 17%, 2% a menos que na estimulada. Gabriel Chalita 8%, 3% a menos que na estimulada. 

Se a tendência, segundos os próprios métodos do Ibope, é que o voto da espontânea seja sempre menores em relação ao da estimulada. Em Rio Branco (AC), mesmo com uma margem de erro 3%, ficaria afastada qualquer possibilidade de vitória de Marcus Alexandre (PT) no primeiro turno, uma vez que a própria pesquisa do Ibope, caso mereça crédito, apontaria para isso através do números da espontânea.

Existe a possibilidade de Instituto Ibope optar por esconder os próprios números a fim de influenciar o voto dos indecisos que acreditam em pesquisas eleitorais. Este domingo (07) será a mais importante eleição para o instituto no Estado, uma vez a maioria dos seus métodos têm sido amplamente questionados.

Presidente do Psol alega que exclusão do partido de debate da TV Acre foi por falta de recursos financeiros


Partido pede ajuda!

Além de desobedecer a determinação da Justiça Eleitoral do Acre ao divulgar pesquisa irregular do Instituto Ibope – proibida pela magistrada Maha Kouzi Manasf e Manasf da primeira zona eleitoral de Rio Branco (AC) - a TV Acre (Rede Globo) excluiu a candidata do PSol, professora Peregrina, do debate realizado na madrugada dessa sexta-feira (05).

Segundo a lei eleitoral, partidos com representação na Câmara dos Deputados têm assegurado a participação nos debates televisivos.

De acordo com o presidente da executiva estadual do Psol, Antônio Rocha – que foi candidato a prefeito de Rio Branco na disputa há quatro anos, o seu partido teria deixado de recorrer à Justiça Eleitoral da decisão da emissora em razão de não dispor de recursos financeiros. “Pedimos favor a um advogado que acabou não recorrendo há tempo”, disse.

Rocha alega que caso consiga apoio de algum advogado, poderá entrar com representação contra a TV Acre a fim de reparar possíveis danos causados a candidatura da professora Peregrina.
 A TV Gazeta (Rede Record) que também apresentou debate entre os candidatos, na segunda-feira (1º), respeitou o direito do PSol. 

Já em Porto Velho (RO) e São Paulo (SP) os debates desta quinta-feira (04) foram cancelados pela falta de dispositação da Rede Globo de respeitar princípios democráticos, o histórico da emissora tem sido da indevida interferência nas eleições do país, a principal vítima da emissora foi o ex-presidente Lula, em 1989 contra Collor, quando a emissora chegou a editar um debate.

Em 2006, Lula foi novamente vítima da Rede Globo, quando o Jornal Nacional deixou de noticiar um dos mais graves acidentes aéreos da história, envolvido um Boeing da Gol que se checou com uma aeronave americana nos céus da Amazônia, para dedicar o tempo do periódico ao episódio que ficou conhecido como o caso dos aloprados do PT. A época, o partido de Lula chegou a indicar que o adversário de Lula, Geraldo Alckmin (PSDB), só teria indo ao segundo turno das eleições graças a intensa campanha da TV Globo.

Para o advogado do PSDB, Ednei Muniz, o Psol poderia pedir apoio de Ministério Público Eleitoral, já que não dispõe de recursos para constituir defesa.

Ibope desacata decisão de Justiça Eleitoral e divulga índices de rejeição de prefeituráveis de Rio Branco


Não é só a TV Acre (Rede Globo) que tomou a decisão de confrontar e desobedecer a decisões da juíza da 1ª Zona Eleitoral, Maha Kouzi Manasf e Manasf de Rio Branco (AC). O Instituto Ibope publica, nesse sábado (06), véspera do pleito eleitoral, os índices de rejeição dos candidatos à prefeitura da capital acriana, em pesquisa realizada entre 03 e 05 de outubro.

O item de rejeição foi proibido  pela juíza eleitoral por considerar irregular para lisura do processo democrático. O elemento índice de rejeição foi formulado de maneira a prejudicar candidatos que fazem oposição ao governo petista.

Por se tratar de divulgação ilegal, não se indica link para o site do instituto,  os responsáveis pelo Ibope podem ter prisão decretada e ficam  sujeitos a multas que vão de R$ 53 a R$ 100 mil.

Já a TV Acre descumpre outra decisão da magistrada ao divulgar nessa sexta-feira (05) a segunda pesquisa Ibope das eleições 2012 sobre o pleito do município de Rio Branco (AC), a mesma ilegalidade é cometida pelo Ibope que mantém os números em sua página na internet.

Ao divulgar pesquisa Ibope, TV Acre descumpre determinação judicial e poderá ser multada em mais de R$ 100 mil

A TV Acre (Rede Globo) poderá responder a processo criminal que provavelmente deverá ser encaminhado pelo Ministério Público Eleitoral a Polícia Federal a fim de apurar responsabilidade do veículo de comunicação social que descumpriu na noite desta sexta-feira (05) a determinação judicial proferida pela  juíza da 1ª Zona Eleitoral, Maha Kouzi Manasf e Manasf, de não divulgar a segunda pesquisa do Instituto Ibope, que foi proibida por ser irregular.

Mesmo tendo conhecimento da decisão judicial, a TV Acre preferiu confrontar a Justiça Eleitoral e desobedecer à medida, voltou a divulgar a segunda pesquisa. 

As três pesquisas contratadas pela própria emissora de televisão no valor total de R$ 108 mil apresentaram anomalias sempre a beneficiar o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Marcus Alexandre.

A terceira pesquisa Ibope que foi divulgada ontem teve um dos itens proibidos, já que mais uma vez, entendeu a Justiça Eleitoral, prejudicaria a lisura do processo democrático. O elemento índice de rejeição foi formulado de maneira a prejudicar candidatos que fazem oposição ao governo petista.

O Instituto Ibope deverá ainda dar explicações à Justiça Eleitoral sobre quesito composto no formulário de pesquisa eleitoral sobre aparelhos telefônicos celulares, sem nenhuma ligação com o foco da pesquisa.

Desde 2008, a TV Acre se beneficia de uma lei de autoria do então senador Tião Viana (PT), atual governador do Acre, que modificou o fuso horário do Estado. Mesmo após a consulta democrática que rejeitou a mudança imposta pela lei,  a hora legal permanece a que favorece a emissora cujos proprietários são da capital do Amazonas, Manaus.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Justiça Eleitoral desacredita Instituto Ibope




Veredito da Justiça Eleitoral sobre o Instituto Ibope: “...e provavelmente não refletia a realidade. Infelizmente, o IBOPE sem espelhar o momento restou por publicá-la”. 

MAHA KOUZI MANASFI E MANASFI, Juíza Eleitoral da Primeira Zona de Rio Branco (AC).

Bocalom consegue demonstrar despreparo de Marcus Alexandre quanto ao Plano Diretor da capital


Em meio a um debate atípico, onde imperou o discurso inócuo dos candidatos e falta de capacidade técnica por parte TV Acre (o áudio da emissora foi uma falha constante, regras do debate foram atropeladas pela própria equipe da TV) para realizar o segundo e último debate das Eleições 2012 em Rio Branco (AC), o candidato da Coligação Produzir Para Empregar,  Tião Bocalom (PSDB), conseguiu demonstrar o despreparo do candidato Marcus Alexandre (PT) – engenheiro – quanto ao Plano Diretor da cidade Rio Branco (AC).

Desinformado sobre a cidade que pretende governar, Marcus Alexandre insistiu que o Plano Diretor de Rio Branco foi criado pelo governo de Raimundo Angelim e quis impor, durante o debate, que o seu oponente, Bocalom, é quem estaria equivocado. 

Contudo, logo após o término do debate, a professora universitária, Letícia Mamed,  divulgou por meio de seu perfil no Twitter,  prova contundente do engano de Marcus Alexandre. Diferente do falou o petista, Rio Branco teve um plano diretor datado de 1986. 

A irmã da jornalista é engenheira e mantém em arquivo o documento desconhecido pelo também engenheiro que foi incisivo ao afirmar que a cidade nunca teria possuindo Plano Diretor antes do governo de Angelim.

O Plano Diretor de uma cidade é um documento que estabelece o planejamento da ocupação territorial do município. Como por aqui se impera a invasão de terras, incentivadas pela ineficiência do governo petista em prover e organizar as moradias da cidade, o Plano Diretor não passa de um documento descumprindo por todos. 

 

TV Acre inicia debate com desprezo pela democracia, excluindo a professora Peregrina do debate

Em um nítido exemplo de desprezo pela importância da democracia, a TV Acre (Rede Globo) realiza o segundo e último debate das eleições municipais de Rio Branco (AC) 2012, nesta quinta-feira (04), com a exclusão da professora Peregrina (Psol) alegando critérios estabelecidos com base em pesquisas.

Semelhante desprezo é demonstrando pela emissora ao contratar serviços do instituto Ibope que foram classificadas pela juíza eleitoral Maha Kouzi Manasfi e Manasfi como flagrantes de pontos “extremamente frágil enquanto fundamento idôneo”, além de reservar horário que impossibilita a maioria dos eleitores acompanharem o debate.

Na segunda-feira (1º), a TV Gazeta (Rede Record) respeitou as regras democráticas, permitindo a participação do Psol no debate. O candidato do PMN, Leôncio Castro se solidarizou com a professora Peregrina, alegando que a representaria nas discussões.

Já na cidade de São Paulo (SP) o debate desta quinta-feira (04) foi cancelando justamente em razão da tentativa de excluir candidatos que recorreram à justiça contra a ilegalidade impetrada pela emissora.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Senadores petistas elevam gastos de dinheiro púbico em período eleitoral

Os senadores do Partido dos Trabalhadores (PT) pelo Acre, Aníbal Diniz e Jorge Viana, gastaram mais com a verba indenizatória, dinheiro do contribuinte utilizado para financiar as atividades dos parlamentares, durante os meses de julho, agosto e setembro desse ano, período que coincide com a campanha oficial das Eleições 2012.

Durante esse mesmo período no ano passado, o campeão de gastos, senador Aníbal Diniz, utilizou R$ 75.037,43, elevando os custos para R$ 89.082,26 nos últimos três meses.

O senador Jorge Viana aumentou de R$ 64.310,82 para R$ 72.064,28 e o senador Sérgio Petecão (PSD) reduziu de R$ 86.291,17 para R$ 73.479,71.

Os gastos do mês de setembro último são parciais, tendo em vista o ainda começo do mês de outubro, momento no qual os parlamentares não concluíram as prestações de contas e o pedido de reembolso, portanto, os valores podem aumentar nos próximos dias. Os números são disponibilizados pelo Portal do Senado.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

No Acre e em São Paulo: Ibope e Globo manipulam pesquisas



Pesquisa Ibope desta terça-feira (2) rebaixa Russomanno de 34% para 27%, sobe Serra de 17% para 19%, e mantém Haddad com 18%. 

Explica-se: Russomanno é candidato ligado a Rede Record e Igreja Universal, Serra é o preferido da Rede Globo.

Na capital do Acre, o candidato global é petista e a moeda de troca é fuso horário dos acrianos. 

Um crime contra a democracia que permanece impune. Pesquisas eleitorais públicas que servem apenas aos interesses daqueles que incessantemente não se casam de impedir o direito de evolução social dos brasileiros.