segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ele já não disfarça

O ex-governador do Acre, Jorge Viana (PT) já não disfarça o desejo de por fim à democracia. “Não é preciso alternância de poder", diz a respeito de uma suposta democracia que só existe na cabeça de pessoas como José Sarney, que acredita ser dono do Maranhão, Amapá e do Senado.

Nas eleições deste ano, os candidatos Jorge Viana e Antônia Lúcia Câmara foram surpreendidos com a Polícia Federal que supostamente conseguiu reunir provas de abuso de poder econômico por parte de ambos. Câmara teve recentemente sua prisão decretada e Jorge conseguiu que a “justiça” decretasse “ilegalidade” na ação da Polícia Federal e a “justiça” determinou que a Federal destruísse as provas contra os Vianas.

Para que a democracia possa consolidar-se, é extremamente necessária a alternância de poder, se não, veremos sempre os coronéis de barranco mandando e desmandado na Polícia Federal, na Justiça Eleitoral, no legislativo. E, coitados do povo e da lei, sempre humilhados.

Leia

Enviar para o Twitter

0 comentários: