quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Redução de carga horária pode ser denunciada ao MEC.


Os acadêmicos do IESACRE estão buscando junto às autoridades competes uma solução para graves problemas que vem afetando o processo de ensino-aprendizagem da instituição após integrar o grupo IUNI/UNINORTE.


A decisão de denunciar as irregularidades ao Ministério da Educação – MEC deverão ter medidas práticas após reunião com a direção da UNINORTE agendada para terça-feira dia 25.


“A redução da carga horária é real. Para se ter idéia o professor Marcos Alexandre, da disciplina Teoria do Jornalismo, que nunca faltou um único dia de aula. Soma até hoje 37 horas e 5 minutos. Sendo que a prova já ocorre dia 4 de dezembro, dia que marca na prática o fim do semestre”, Diz o acadêmico José Carlos do curso de Comunicação Social.


A disciplina Teoria do Jornalismo é de 60 horas. Mas com o calendário da Uninorte, jamais se atingirá a meta. O que comprova a redução da carga horária denunciada pelos alunos desde o início do semestre. 37 horas é marca de um professor que nunca faltou dia letivo. Agora imagine os faltosos. Tem disciplina que fecharão com a incrível redução de 41 horas.


“Antes de integrar o grupo IUNI/UNINORTE tínhamos 4 aulas de 50 minutos, agora são apenas 3 aulas. Uma aula a menos todos os dias. Isso reflete na carga horária final”. Relata Sionete Viana do curso de Serviço Social.

Enviar para o Twitter

0 comentários: