quinta-feira, 20 de novembro de 2008

ACADÊMICOS DIZEM QUE A IMPRENSA ACREANA ESTÁ AMORDAÇADA PELO PODER ECONÔMICO DO GRUPO IUNE

19/11/2008 : 23:45
Ray Melo

O grupo de acadêmicos do Iesacre, que recentemente fizeram denuncia sobre a qualidade do ensino e metodologia aplicada pelo grupo IUNE/UNINORTE, se diz decepcionado com os órgãos de comunicação do Acre.
Os estudantes procuraram ajuda em vários veículos de comunicação da cidade a resposta sempre foi negativa. As empresas alegam possuir contrato publicitário com o grupo IUNE/UNINORTE, não podendo oferecer qualquer tipo de espaço para divulgação que atinja a imagem do grupo perante a sociedade acreana.
Presos a contratos publicitários e sem o devido compromisso com a informação as empresas de comunicação fazem vista grossa para determinados problemas da sociedade, privando seus leitores e telespectador da informação isenta, negando voz as pessoas que precisam reivindicar soluções, se omitindo do compromisso da imprensa livre que é formar opinião. Está foi à opinião do estudante do curso de administração do Iesacre, Fernando, que sente seus direitos subtraídos pelo poder econômico do grupo IUNE/UNINORTE.
O Sitio FOLHA DO ACRE, ofereceu e continuará a oferecer o espaço que for necessário para os acadêmicos fazer suas reivindicações. O compromisso deste jornal online é com a isenção e o jornalismo livre de interferências por qualquer tipo de mordaça.

A recusa dos dirigentes do grupo IUNE/UNINORTE, em receber os acadêmicos tem causado revolta. Os alunos dizem que os administradores fazem pouco caso de suas reivindicações, esquecendo que todos pagam para aprender, não estão pedindo cortesia da instituição, querem apenas o retorno de Seus investimentos, já que a maioria trabalha para bancar suas despesas com educação.

O movimento de estudantes diz ainda que vai solicitar a intervenção do Ministério da Educação e Cultura (MEC), para intermediar as negociações e fazer uma vistoria nos cursos oferecidos pela instituição.
Ajuda da OAB
Os acadêmicos do Iesacre estiveram na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Acre, em busca de orientação para solucionar os problemas que os alunos consideram interferir diretamente no aprendizado.

O presidente da OAB/Acre, Florindo Poersch agendou para aproxima semana uma reunião com os acadêmicos, onde serão expostos todos os pontos da reivindicação dos alunos.
Redação redacao@folhadoacre.com

Fonte:
http://www.folhadoacre.com/navegacao/ver_noticia.php?id_noticia=5479&editoria=22

Enviar para o Twitter

0 comentários: