segunda-feira, 30 de julho de 2012

PT aposta no "Risco Lula" para campanha de Marcus Alexandre prefeito

 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe nesta segunda-feira (30) 84 candidatos petistas a prefeito de cidades com mais de 150 mil eleitores para tirar fotos que serão usadas na campanha eleitoral 2012.
Marcus Alexandre, candidato à prefeitura da Capital do Acre, Rio Branco, que se auto intitula de “o novo” vai aparecer ao do “velho” presidente.

No Acre, nesse momento eleitoral, a imagem de Lula pode suscitar ao menos cinco eventos importantes, que serão explorados pelos opositores petistas, e pelos próprios partidários de Alexandre: 

O governo Lula investiu menos no Acre que o seu antecessor, o psdebista Fernando Henrique; 

A imagem de Lula reforça a lembrança do esquema do Mensalão, que começa a ser julgado nos próximos dias pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O tratamento de Lula contra o câncer na laringe, diagnosticado no ano passado, reforma a imagem de “homem forte e vencedor”;

O eleitor acriano rejeitou, na última eleição, a então candidata de Lula à Presidência da Repúbica – Dilma Rousseff – que registrou no Acre, a sua pior derrota;

O crescimento exponencial da classe C, a nova classe média brasileira, com acesso ao crédito facilitado, ensino superior, mercado de trabalho com carteira assinada e aos bens de consumo duráveis são creditados ao governo Lula.  

Enviar para o Twitter

sábado, 28 de julho de 2012

Chorando, Marina Silva defende-se de acusação de “afronta” ao Brasil por participar de abertura das Olimpíadas, em Londres



Em vídeo ao jornal paulista O Estadão, publicado neste sábado (28), a ex-ministra do meio ambiente do governo Lula, a acriana Marina Silva, defendeu-se da acusação de pessoas ligadas ao governo Dilma Rousseff de que sua presença na abertura dos jogos Olímpicos seria uma “afronta” ao Brasil.
“Estou tão feliz com tudo isso, que nesse momento eu quero até relevar e pedir que a gente entre no espírito olímpico”, disse Silva.

No final do vídeo de pouco mais de seis minutos, Marina Silva chora ao relatar que seria “leal” mesmo na “divergência”. O mal estar foi causando pelo fator “surpresa” da presença da acriana em Londres. Ela explica que teve de manter o assunto em sigilo por ser critério da organização do evento.

 “O que eu posso fazer é um apelo, de que a causa que represento, não era eu – figura política, não seja uma afronta para o Brasil, que seja uma dádiva”, disse emocionada.

Veja vídeo:

 

Enviar para o Twitter

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Anvisa decide por volta de auto-serviço na venda de medicamentos sem prescrição médica

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta quinta-feira (26) por revogar a proibição do auto-serviço na venda de medicamentos livre de prescrição médica. Com a medida, esses remédios podem ficar ao alcance do consumidor nas drogarias e farmácias de todo o país.

No Acre, mesmo antes de 2009 - ano no qual passou a vigorar a proibição - a prática de dispor medicamentos ao alcance do consumidor, ou seja, do lado de fora do balcão da drogaria, sempre foi muito tímida.

Com a proibição, a Anvisa esperava combater a automedicação, contudo, a medida teve efeito contrário ao esperando.  Para o diretor-presidente agência, Dirceu Barbano, “o consumidor ficou alijado de qualquer possibilidade de escolha”, pois, os remédios passaram a ser indicados pelos balconistas de drogarias e farmácias.

A revisão foi motivada por estudo de um grupo de trabalho da Anvisa que demonstrou que a proibição imposta pela legislação não contribuiu para reduzir o número de intoxicações medicamentosas no país.

Enviar para o Twitter

terça-feira, 24 de julho de 2012

Caso Congresso Nacional siga exemplo de Dilma, salários de Jorge Viana e Flaviano Melo podem sofrer corte por ultrapassar teto

A presidente Dilma Rousseff autorizou o corte nos salários do mês de maio de 493 servidores do Executivo federal que tiveram ganhos acima do teto constitucional, é o chamado "abate-teto". Dilma mandou cortar até mesmo parte do salário do vice-presidente da república, Michel Temer (PMDB), por acumular ganhos de outros cargos.

Os acrianos senador Jorge Viana (PT) e o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) ganham acima do teto constitucional ao acumularem os salários de ex-governadores do Acre com o de parlamentar na ativa, ambos ganham quase R$ 50 mil mensais. 

O teto instituído em 2003 limita o vencimento dos servidores ao valor do salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), de R$ 26,7 mil. O corte da presidenta resultou em economia, no mês de maio, de R$ 1,9 milhão, segundo informações da Controladoria-Geral da União abertas após a nova Lei de Acesso à Informação. 

Ficam fora do teto as chamadas verbas indenizatórias, recursos usados para despesas como alimentação e transporte, mas que podem ser usados para outros tipos de gasto. 

Com informações da Folha de São Paulo

Enviar para o Twitter

sábado, 21 de julho de 2012

E foi isso mesmo que aconteceu aqui, no Acre

"O Acre não tem o governador que escolheu livremente", do ex-deputado Roberto Jefferson, direto do Rio de Janeiro, ao interpretar pedido de cassação dos irmãos Viana.  


Enviar para o Twitter

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Com greve, Anvisa afirma que mantém 30% de servidores em serviços essências



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (19) em sua página oficial na internet que em cumprimento a lei, os servidores da Anvisa garantiram, pelo menos, a força de trabalho mínima de 30% em todos os postos de Vigilância Sanitária existentes no país. 

Assim, estão sendo “prestados os serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, como determinou o Supremo Tribunal Federal (STF) em consequência da greve das agências reguladoras”.

No Acre, drogarias, farmácias, distribuidoras de medicamentos e correlatos com o pedido de renovação de Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) em tramitação ficam prejudicadas com atrasos na análise de seus processos – uma vez que a normalidade de suas atividades depende do documento expedido exclusivamente pela Anvisa.

Enviar para o Twitter

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Correios no Acre contratam carteiros aprovados no concurso do ano passado


Através da assessoria de imprensa, a Diretoria Regional dos Correios no Acre informa nesta quarta-feira (18) que realiza a contratação de 20 novos carteiros que fazem parte do cadastro de reservas do último concurso público, realizado em 2011.

Os novos servidores serão alocados na Seção de Recursos Humanos da Diretoria, sendo 16 para Rio Branco, dois para Feijó e outros dois para Cruzeiro do Sul.

A diretoria da empresa estatal credita o reforço da contratação ao aumento e mudança nos Códigos de Endereçamento Postal (CEP) na capital do Estado, Rio Branco. A ideia é “executar as atividades de tratamento e entrega com mais  agilidade e qualidade” ao usuário dos Correios.

Enviar para o Twitter

terça-feira, 17 de julho de 2012

Drogarias e distribuidoras do Acre ficam prejudicadas com greve de servidores da Anvisa

Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciaram nesta segunda-feira (16) que estão em greve por tempo indeterminado, em protesto por reestruturação da carreira e melhores condições de trabalho.

No Acre, drogarias, farmácias, distribuidoras de medicamentos e correlatos com o pedido de renovação de Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) em tramitação ficam prejudicadas com atrasos na análise de seus processos – uma vez que a normalidade de suas atividades depende do documento expedido exclusivamente pela Anvisa.

A Unidade de Autorização de Funcionamento (Unale) da Anvisa deu o tom nesta terça-feira (17) de como serão tratados os pedidos em tramitação: “Informamos que em função do indicativo de greve na Anvisa, não há uma previsão para a análise das petições”, em resposta a uma empresa acriana que se sente prejudicada com o atraso de seu processo.

De acordo com a diretora da Vigilância Sanitária do Estado do Acre, Albertina Maria de Souza, “o órgão no Acre ainda não foi oficialmente informado quanto à greve de servidores da agência nacional”.

A reportagem tentou obter informações junto à assessoria de imprensa da Anvisa, em Brasília, contudo, os jornalistas fazem parte do movimento grevista.

Segundo o Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências) aproximadamente 30% dos servidores da sede da Anvisa aderiram à greve.  Esse número pode aumentar nos próximos dias.

Enviar para o Twitter

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Pastor Edir Macedo menospreza "mulheres mais velhas"

Por Reinaldo Azevedo

Nunca subestimem o empresário Edir Macedo, dono da Rede Record e da Igreja Universal do Reino de Deus. Ele sempre pode se superar. Este homem de Deus já pisoteou o Eclesiastes para defender o aborto em livro e vídeo. Numa “aula” ministrada a seus colaboradores, diz como convencer as pessoas a doar dinheiro para a sua igreja: se preciso, jogue-se a Bíblia no chão, ensina, e se demonstre valentia até contra Deus! Deixou-se ainda filmar com um chicote na mão, expulsando o demônio do corpo de um gay. Os “progressistas” ficaram calados porque o empresário é hoje um dos principais aliados do lulo-petismo. A Record é apontada por patriotas como José Dirceu como um exemplo de isenção no jornalismo. Alguns dos grandes difamadores de lideranças da oposição, de ministros do Supremo e da própria imprensa são contratados da empresa comandada por este gigante moral. Ele é o patrão.
Muito bem! Na sexta-feira, Macedo publicou num site ligado à sua igreja um texto intitulado “Homem de Deus quanto à idade e à raça”. Trata-se de mais uma peça grotesca produzida por este teólogo de meia-pataca. Misoginia — repúdio às mulheres — e evidente discriminação racial se juntam num texto asqueroso. Até agora, não vi nenhuma reação da Secretaria das Mulheres, comandada por Eleonora Menicucci, parceira de Macedo na defesa intransigente do aborto. Até agora, não vi nenhuma reação da Secretaria da Igualdade Racial, que, não obstante, foi torrar a paciência de Alexandre Pires —  um negro! — por suposto racismo num vídeo que é apenas galhofeiro.
Leiam trechos do texto de Macedo (em vermelho). Volto depois.
O rapaz que deseja fazer a Obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele, salvo algumas exceções, como por exemplo aquele que é suficientemente maduro e experiente na vida para não se deixar influenciar por ela. Mesmo assim, a diferença não deve ultrapassar dois anos.
Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações; entretanto, temos visto que quando a mulher tem idade superior à do seu marido, ela, que por natureza já tem o instinto de ser ‘mandona”, acaba por se colocar no lugar da mãe do marido.


E o pior não é isto. A mulher normalmente envelhece mais cedo que o homem, e quando ela chega à meia-idade, o marido, por sua vez, está maduro mas não tão envelhecido quanto ela. E a experiência tem mostrado que é muito mais difícil, mas não impossível, manter a fidelidade conjugal.
Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento.
(…)
Quanto à raça
Não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco.
É preciso que ambos estejam conscientes quanto aos riscos de traumas ou complexos que as crianças poderão absorver durante os períodos escolares, e, a partir daí, carregarem-nos por toda a vida.


Infelizmente, os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho.
O homem de Deus precisa estar sempre preparado para servir a Deus onde quer que Ele assim determine, e, assim, nem sempre estará em um país onde não haja esse tipo de situação. Portanto, é necessário que o casal examine também esta questão, antes de qualquer compromisso mais sério.
(…)
Procuramos alertar sobre esta situação não porque a Igreja Universal do Reino de Deus tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário!


Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países.


Procuramos, portanto, trazer à baila esta situação a fim de evitarmos transtornos no futuro do homem de Deus e na obra que está reservada para ele.
Voltei

Nem vou entrar no mérito sobre o casamento com mulheres mais velhas. A recomendação de Macedo a seus pastores é de tal sorte cretina que não comporta considerações. O que é espantoso é, sim, o juízo que ele faz do sexo feminino. A mulher é uma espécie de agente desestabilizador do homem, sempre pronto a influenciá-lo de modo nefasto. Afinal, diz o sábio, a mulher, “por natureza, já tem o instinto de ser mandona”. Se mais velha, acaba virando “mãe do marido”. O “bispo”, então, decide ser o coautor de um novo Levítico, criando leis: a diferença deve ser de, no máximo, dois anos… Por que dois? Vai ver o Altíssimo revelou essa verdade a este grande profeta!
Note-se ainda que Macedo não aposta na fidelidade ao casamento. Se a mulher é mais velha, diz ele, fica difícil não trair. Esse homem que converte almas parece acreditar que há forças superiores às quais mesmo os convertidos não conseguem resistir. E dá um conselho: “é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento”.
Discriminação racial

Macedo é um revolucionário também da biologia. Descobriu a existência de novas “raças”, além da humana. Gostaria de saber quais são. Segundo o Censo do IBGE de 2010, os brancos são 47,73% do país; 7,61% são negros; os pardos formam o segundo maior grupo: 43,13%. Vale dizer: quase a metade do Brasil é formada por mestiços, fruto do que o Macedo chamaria de mistura de “raças diferentes”. É um acinte e um despropósito que o líder de uma igreja, concessionário de uma rede de televisão, se manifeste nesses termos — especialmente quando se sabe que muitos de seus pastores são… mestiços!
Mas este grande homem de Deus, vocês sabem, é uma alma caridosa. Naquele vídeo nojento em que defende o aborto, ele tenta nos convencer de que só o faz por amor à humanidade e até em defesa do próprio feto assassinado. Segundo ele, melhor esse destino do que uma criança solta por aí… Entenderam? Em defesa, então, da vítima, por que não matá-la? Age do mesmo modo quando recomenda o não-casamento de pessoas de “raças ou cores diferentes”. Seria para o bem das criancinhas…
Espantosamente, ele aponta a existência de discriminação racial dentro da sua própria igreja: “(…) temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países”. Que coisa! O homem que aparece de chicotinho na mão enfrentando ninguém menos do que o demônio deixa claro que não pretende combater o racismo nem dentro dos templos de sua igreja. Ao contrário: já que o racismo existe, melhor se adaptar a ele e evitar a mistura. Tudo para proteger as criancinhas…

Enviar para o Twitter

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Senador cassado idealizou manobra contra validade de referendo sobre horário do Acre

Cassado por 56 votos nesta quarta-feira (11), o ex-senador Demóstenes Torres (sem partido – GO) juntamente com o senador Pedro Taques (PDT-MT) idealizaram a primeira manobra contra a validade do referendo sobre a hora legal do Acre realizado nas eleições de 2010 – no qual a maioria dos acrianos optou pelo retorno do antigo horário, com duas horas de diferença de Brasília.

Em março do ano passado, Torres e Taques lideraram o grupo de parlamentares na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que impuseram a obrigatoriedade de tramitação de um novo projeto de lei, que em tese daria validade ao resultado das urnas acrianas.

A segunda manobra para invalidar o referendo realizado no Acre veio com o veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto imposto pelos senadores, no final de 2011. A justificativa de Dilma seria a interferência no horário de parte do Pará, contudo, a presidente tinha a sua disposição a possibilidade de validar o referendo do Acre sem interferir no Pará, se tivesse feito uso de veto parcial à matéria, mas a mandatária brasileira optou pelo veto total ao projeto idealizado por Demóstenes Torres e Pedro Taques.

A terceira manobra que impede a validade do referendo do fuso horário vigora no momento com a obrigatoriedade de tramitação de um novo projeto em quatro comissões do Senado Federal, antes se fazia necessária apenas apreciação de duas comissões.

Enviar para o Twitter

terça-feira, 10 de julho de 2012

Sem-teto recusaram a sorte ao devolver os R$ 20 mil. Ironia: há uma semana, a mesma cidade se recusaria a dar a eles um prato de sopa


Por Matheus Pichonelli

Revista Carta Capital



Não faz nem uma semana, São Paulo foi palco de um debate acirrado sobre o trabalho de voluntários que, durante a noite, distribuem sopas aos moradores de rua na maior cidade do País. A prefeitura ensaiou censurar o trabalho, movimentos sociais reagiram e o prefeito Gilberto Kassab, ciente da má repercussão do caso, proibiu a proibição. No calor da discussão, muitos leitores esclarecidos e bem agasalhados aproveitaram o momento para colocar para fora uma bronca ancestral. Muitos se queixavam da presença dos mendigos que, como pestes transmissoras de doenças, se espalhavam pelo caminho de casa.


“Em vez de dar o peixe é preciso ensinar a pescar”, discursaram os defensores do bom senso – que não por acaso têm o monopólio das varas, das redes, das iscas e dos barcos a motor. Um deles foi além: escreveu aos leitores deste site que a proibição da distribuição dos alimentos seria saudável para a economia paulistana. E explicou: com a ajuda dos voluntários, os legumes desapareciam das prateleiras, o que elevava os preços, gerava inflação e prejudicava o bolso de quem trabalhava e tinha condições de comprá-los.

Sem querer, o sujeito dava um retrato bem acabado do espírito utilitarista moderno, do qual os asseclas veem signos sem significantes (ou hieróglifos de uma linguagem estranha) toda vez que se deparam com expressões como “solidariedade” e “gratuidade”.

Parece ironia, mas a mesma cidade que ontem se negava a dar um prato de sopa aos seus moradores de rua assistiria, pela tevê, a história de Rejaniel de Jesus Silva Santos e Sandra Regina Domingues, habitantes de um viaduto do Tatuapé que encontraram uma bolsa com 20 mil reais e decidiram chamar a polícia. (O leitor preocupado com a inflação poderia se exasperar sabendo que os legumes seguirão em falta nas prateleiras, agora com um agravante: as notas de dinheiro seriam novamente injetadas na economia, cutucando com vara curta o fantasma da inflação).


Se tem uma história que os leitores adoram, e os jornais não perdem a chance de destacar, é sobre pessoas pobres que, diante da chance de enriquecer, devolvem o dinheiro que não lhes pertence. Fica a impressão de que as coisas ainda têm jeito – e de alguma forma devem ter. É como um respiro no noticiário mundo-cão.
A história do casal sem-teto de São Paulo parecia inspirada em Onde os Fracos Não Têm Vez, o filme dos irmãos Coen baseado no livro de Cormac Mccarthy em que o personagem de Josh Brolin encontra uma mala de dinheiro e passa o resto da vida penando por conta da sorte (o dinheiro pertencia a um grupo criminoso pouco disposto a fazer caridade). Pelo menos no filme, vencedor do Oscar de 2008, o destino girou a roda da fortuna em direção contrária, e o apego à própria sorte provocaria estragos imateriais: o personagem ganha o dinheiro mas perde a paz, passa a ser perseguido por um psicopata e coloca em perigo a segurança da própria família. No caso de Rejaniel, havia principalmente duas preocupações admitidas nas inúmeras entrevistas dadas ao longo do dia: o medo de criar problemas com a polícia (que poderia desconfiar se o visse com tanto dinheiro) e a vontade de despertar o orgulho dos pais.

De toda forma, o limiar entre a oportunidade escancarada e uma possível consequência desastrosa da sorte parecia tênue. Basta lembrar a ameaça sobre os sem-teto feita pelos criminosos que haviam assaltado um restaurante em São Paulo e esconderam a mala possivelmente para despistar a polícia. (Impossível não imaginá-los com a cara do Javier Bardem).

De toda forma, o desprendimento dos dois moradores de rua provoca um nó na cabeça de quem, na semana passada, já se preocupava com o preço dos legumes ao consumidor final. É como rasgar nota de cem: não adianta buscar sentido na atitude. Mesmo assim, dá para ao menos imaginar que os moradores de rua já passaram por situações-limite tais de desapego que 20 mil reais a mais, ou a menos, já não fazem diferença. 

É como se houvesse uma ética própria das ruas, que oprimem mas também abrigam um desprendimento libertário impossível de ser encontrado em instituições como família, escola, trabalho e até albergues públicos (todos com lógicas e valores próprios, regras e horários de funcionamento). Entender essa lógica com o olhar de quem não foi ao limite do desprendimento é exercício inútil.

Em 2005, quando torcedores provocaram atos de vandalismo depois da conquista da Libertadores pelo São Paulo, vi uma banca de revistas ser destruída em segundos na base dos pontapés. A banca ganhou o formato de um número “8”, e logo foi invadida. De onde eu estava, via as pessoas entrando na banca, parte delas com camisas oficiais de seu time, e levando o que cabia nas mãos: revistas, jornais, maços de cigarros, brindes. No mesmo instante, um catador de material reciclável, que passava pelo mesmo local sempre naquele horário, atravessou a bagunça com um olhar de estranhamento. 

Não só não aproveitou a chance de engordar o bolso surrado como balançou a cabeça em reprimenda aos espertalhões – que levavam num braço o que ele levaria uma noite para recolher em forma de latinhas de cerveja ou refrigerantes.

Num mundo tão competitivo e de oportunidades tão escassas, a rejeição da própria sorte parece algo difícil de se entender. “Mas a vida real não é entendível”, escreveu certa vez Guimarães Rosa. Como esta, a história do casal que recusou a fortuna mostra que, nas ruas (ou no sertão, ou no deserto dos irmãos Coen), a sobrevivência não é alcançada pelas portas do oportunismo. As buscas (e recompensas) são sempre outras – e não parecem perceptíveis a olhos nus.

Enviar para o Twitter

quinta-feira, 5 de julho de 2012

MPE exige instalação de Portal da Transparência na Câmara de Vereadores de Acrelândia

Em publicação oficial desta quinta-feira (5), a Promotora de Justiça Substituta Maria Fátima Ribeiro Teixeira do Ministério Público do Estado do Acre (MPE) em Acrelândia (AC) instaurou inquérito civil público que exige da Câmara de Vereadores do município a implantação de “Portal da Transparência”, na internet.

Para o MPE, o Poder Legislativo daquela cidade seria omisso ao não disponibilizar à sociedade em geral, a ampla divulgação, inclusive em meios eletrônicos de acesso público, dos instrumentos de transparência na gestão fiscal.

A promotora considera “que o atual estágio da sociedade acreana exige que o Poder Público dê amplo acesso as informações através de meio eletrônico na internet, especialmente às páginas municipais oficiais, buscando o alcance do princípio da publicidade” e que ainda, “a participação popular, na medida em que permite a fiscalização e a própria influência dos atos de gestão fiscal conduz à aceitabilidade social dos atos do Poder Público, conferindo-lhes a indispensável legitimidade”.

Enviar para o Twitter

Prefeitura de Rio Branco realiza operação de limpeza de entulhos no Cidade Nova, no 2º distrito

Uma equipe da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) da prefeitura de Rio Branco realiza nesta quinta-feira (5) operação de limpeza de entulhos no bairro Cidade Nova, nas proximidades da Rodoviária da capital do Acre. Há trechos com acúmulo de destroços do período da enquete do Rio Acre – ocorrida em fevereiro e março deste ano.

Contudo, a maior parte do lixo é de galhos de árvores retirados dos quintais das residências pelos moradores. No bairro, a maior parte das ruas atingidas pelas águas da enchente já foram recuperadas com operações de tapa buracos e desobstrução de esgotos.

O serviço é estratégico no combate aos criadouros do mosquito transmissor da Dengue – proporcionados pelo lixo amotinados nas ruas e nos quintas de residências.

Enviar para o Twitter

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Governo do Acre vai arrecadar com compras dos acrianos pela Web


O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (4), em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 103/2012, que reparte o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) arrecadados em compras eletrônicas entre o estado produtor e o estado de residência do comprador.
O projeto beneficia o Governo do Acre – uma vez que passará a obter ganhos com as compras efetuadas pelos acrianos pela rede mundial de computadores.

Em 2011,  as lojas de comércio eletrônico Americanas, Submarino e Shoptime chegaram a ajuizar no Tribunal de Justiça do Acre um mandado de segurança contra o Estado do Acre, por cobrança ilegal de impostos, pois, as empresas pagam os tributos aos Estados de origem.

Acordo de líderes no Senado para votação da PEC, ocorrido no início da ordem do dia, permitiu a realização de sucessivas sessões extraordinárias para que seja contado o prazo mínimo de intervalo entre as duas votações e a aprovação em segundo turno se dê ainda na tarde desta quarta-feira (4).

Após a votação em segundo turno da PEC, devem entrar em pauta as PECs que tornam aberto os votos em Plenário nos processos de cassação de mandatos parlamentares (38/2004, 86/2007 e 50/2006). Ainda é cogitada a votação da PEC que torna obrigatório o diploma de jornalista para exercício da profissão (PEC 33/2009).



Enviar para o Twitter

CFF lança campanha publicitária de valorização do profissional farmacêutico

Desde segunda-feira, dia 2 de julho, está sendo veiculada, em diferentes mídias, a nova campanha nacional do Conselho Federal de Farmácia (CFF) e Conselhos Regionais (CRFs). É a primeira campanha publicitária de valorização profissional idealizada pelo CFF, em parceria com os 27 Conselhos Regionais. Nesta parceria, o CFF produziu as peças, divulga algumas delas em rede nacional, e os CRFs farão a reprodução e divulgação em seus respectivos Estados. Todas as peças foram criadas pela agência Área – Comunicação sem Limites, e têm como tema principal: “Farmacêutico, indispensável à sua saúde”.
Da campanha fazem parte o vídeo que está sendo divulgado em TV aberta e canais por assinatura, spot em rádios nacionais, e peças para internet, outdoor, cartazes, busdoor, aeroportos, etc. “A ideia, nesta primeira ação, é destacar algumas áreas de atuação do farmacêutico como análises clínicas, cosméticos e alimentos e mostrar à população que o farmacêutico está presente no cotidiano de todos. As próximas devem tratar da atuação do farmacêutico, na farmácia e no combate à automedicação”, afirma Valmir de Santi, Vice-Presidente do CFF e coordenador da campanha.
Desenvolver uma ação nacional, tendo a publicidade como ferramenta de divulgação da profissão, é um desafio para o CFF, de acordo com o Presidente da instituição, Walter Jorge João. “Nosso principal objetivo é mostrar à sociedade que o farmacêutico é o profissional que melhor entende de medicamentos, mas também, está presente em diversas outras áreas. E, nesta campanha, com a parceria de todos os Conselhos Regionais, colocamos em prática a bandeira da união que venho pregando desde o primeiro dia da minha gestão à frente da instituição. Levar uma campanha publicitária a todos os cantos do País, só é possível com a parceria dos CRFs. Unidos somos fortes”, disse Walter Jorge João.
Veruska Narikawa

Enviar para o Twitter

terça-feira, 3 de julho de 2012

Exame de HIV caseiro com uso da saliva é aprovado nos EUA

Resultado de 20 a 40 minutos

O governo dos Estados Unidos aprovou o uso do OraQuick In-Home HIV Test, o primeiro teste de HIV que pode ser feito na casa do próprio paciente e sem a necessidade prescrição médica. Por meio de um exame da saliva, é possível detectar a presença de anticorpos do vírus da imunodeficiência humana do tipo 1 (HIV-1) e do tipo 2 (HIV-2), vírus responsáveis pela AIDS.

O teste foi desenvolvido para permitir que os indivíduos coletem as próprias amostras de saliva ao 'limpar' a mucosa bucal com uma espécie de cotonete. Entre 20 e 40 minutos depois de colocar essa amostra em um frasco fornecido pela companhia, o paciente já pode obter seu resultado. O mesmo aparelho já estava disponível para uso em consultórios médicos, mas agora poderá ser usado pelos pacientes em seus domicílios.

Um resultado positivo não significa que o indivíduo está definitivamente infectado com o HIV, mas que um teste adicional deve ser feito por médicos, a fim de confirmar os resultados. Do mesmo modo, um resultado negativo não significa que o indivíduo está definitivamente não infectado com o HIV, principalmente se a exposição ao vírus ocorreu nos últimos três meses.

Veja Online

Enviar para o Twitter

Comissão do Senado aprova retorno do fuso horário do Acre que ainda precisa de mais três votações


A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovou na manhã desta terça-feira (3) o Projeto de Lei da Câmara 63/2011, de autoria do deputado federal Pauderney Avelino (DEM-AM), que busca o retorno do fuso horário do Acre. 

A matéria ainda passará por três novas votações, na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) e na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), tendo nesta última decisão terminativa.

Veja Vídeo da aprovação da matéria:

Enviar para o Twitter