domingo, 30 de outubro de 2011

Outras religiões também usaram de violência, afirma padre da Católica acriana

 Papa Beto XVI reconhece tema como “grande vergonha”





O padre Massimo Lombardi, Reitor da Catedral Católica em Rio Branco (AC), em entrevista por telefone ao ac24horas, lembrou que o passado de violência praticada em nome da fé cristã por setores da igreja Apostólica Católica Romana também foi realidade de outras correntes religiosas.

“Os príncipes protestantes também foram uma sombra na história cristã”, diz Lombardi. Para Massimo, a mistura de poder e religião foi um erro dos cristãos. Católicos, muçulmanos e evangélicos envolveram-se em lutas sangrentas por terra e poder.

Essa semana, o Papa Bento 16 assumiu como “grande vergonha” a violência em nome da fé. “Como cristão, gostaria de dizer neste momento: sim, é verdade, ao longo da história, a força foi usada em nome da fé cristã”, disse.

“Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza”, afirmou. Essa foi uma das raras vezes em que o papa se desculpou por eventos como as Cruzadas ou o uso da força para difundir a fé no Novo Mundo.


Católica fervorosa, a jornalista Otacília de Freitas acredita que o cristianismo seja o caminho da paz. “É claro que o cristianismo é a solução para que o mundo caminhe para a paz, todavia, existiu ou ainda existe, não sei precisar, uma corrente de cristãos que envergonham o cristianismo”, relata.

A separação entre Estado e Religião, principalmente no Ocidente, caracteriza um dos mais surpreendentes avanços na busca da comunhão entre os seres humanos. É raro o registro de guerras nos países laicos.

Enviar para o Twitter

0 comentários: