domingo, 30 de outubro de 2011

Ufac abre 30 vagas de Técnico Administrativo em Educação para todos os níveis de escolaridade


A Universidade Federal do Acre (Ufac) divulgou nesta quinta-feira (27) a realização de Concurso Público de Técnico Administrativo em Educação com 30 vagas para os níveis de ensino fundamental, médio e superior que atenderão aos campus de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

As inscrições pela internet começam na segunda-feira (31/10) e vão até dezembro. Já o pedido de isenção de taxa de escrito se encerra no dia 10 de novembro.

As provas de Língua Portuguesa, Matemática, Informática, Legislação/Atualidades e específicas serão aplicadas no dia 10 de dezembro pela Fundação de apoio ao Ensino a Pesquisa e a Extensão (FUNDAPE).

Várias funções serão preenchidas pelo certame, como arquivista, fotógrafo, administrador, técnico em contabilidade, auxiliar de biblioteca e outros. O edital já está disponível na página da instituição, clique aqui e saiba mais.

Enviar para o Twitter

Outras religiões também usaram de violência, afirma padre da Católica acriana

 Papa Beto XVI reconhece tema como “grande vergonha”





O padre Massimo Lombardi, Reitor da Catedral Católica em Rio Branco (AC), em entrevista por telefone ao ac24horas, lembrou que o passado de violência praticada em nome da fé cristã por setores da igreja Apostólica Católica Romana também foi realidade de outras correntes religiosas.

“Os príncipes protestantes também foram uma sombra na história cristã”, diz Lombardi. Para Massimo, a mistura de poder e religião foi um erro dos cristãos. Católicos, muçulmanos e evangélicos envolveram-se em lutas sangrentas por terra e poder.

Essa semana, o Papa Bento 16 assumiu como “grande vergonha” a violência em nome da fé. “Como cristão, gostaria de dizer neste momento: sim, é verdade, ao longo da história, a força foi usada em nome da fé cristã”, disse.

“Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza”, afirmou. Essa foi uma das raras vezes em que o papa se desculpou por eventos como as Cruzadas ou o uso da força para difundir a fé no Novo Mundo.


Católica fervorosa, a jornalista Otacília de Freitas acredita que o cristianismo seja o caminho da paz. “É claro que o cristianismo é a solução para que o mundo caminhe para a paz, todavia, existiu ou ainda existe, não sei precisar, uma corrente de cristãos que envergonham o cristianismo”, relata.

A separação entre Estado e Religião, principalmente no Ocidente, caracteriza um dos mais surpreendentes avanços na busca da comunhão entre os seres humanos. É raro o registro de guerras nos países laicos.

Enviar para o Twitter

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O Rio Branco não tem condição de manter um litígio, diz senador Aníbal Diniz

Em anúncio nesta quarta-feira (26), o senador Aníbal Diniz (PT-AC) afirmou que a realização de acordo entre O Rio Branco Football Club e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pelo qual o time desistiu de ação na Justiça comum por meio da qual tentava se manter no Campeonato Brasileiro da Série C, seria motivado por ser a equipe dona de poucos recursos financeiros.

“O Rio Branco é um time pobre e não tem condição de manter um litígio”, disse Diniz.

O clube foi punido com a exclusão da Série C por ter recorrido à Justiça comum tentando realizar seus jogos no estádio Arena da Floresta. Manteve-se na competição com liminares, mas desistiu da briga temendo novas represálias da Justiça Desportiva.


Com informações do Jornal do Senado

Enviar para o Twitter

Acre registrou secas que deveriam ocorrem em 100 anos, diz instituto tecnológico

O professor Irving Foster Brown, do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Serviços Ambientais da Amazônia, explicou ao Jornal do Senado desta quarta-feira (26) que, quando a água da floresta não consegue impedir o fogo, como em anos de grande seca, a mata se torna extremamente inflamável.

Ele disse que o Acre teve, em 2005 e em 2010, secas que deveriam acontecer a cada 100 anos e chamou a atenção para a falta de estrutura de combate a incêndios no estado, onde franjas de fogo ultrapassam um quilômetro de extensão nas florestas.

O secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Braulio Ferreira de Souza Dias, defende investimentos em recursos humanos e equipamentos.

O presidente da CMA, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), propôs a criação de um centro nacional de prevenção e combate aos incêndios florestais. Jorge Viana (PT-AC) apoiou a ideia, alertando que, sem medidas de curto prazo, incêndios florestais causarão vítimas nas cidades.

Jornal do Senado

Enviar para o Twitter

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Drogarias terão que assinar Carteira de Trabalho dos farmacêuticos

Em reunião no MPT, empresários foram alertados de imediata assinatura de Carteira de Trabalho de farmacêuticos acrianos


O Ministério Público do Trabalho (MPT\AC) reuniu na tarde desta quarta-feira (26), na capital do Estado, Rio Branco, donos de drogarias, farmácias e distribuidoras de medicamentos de todo o Estado para alertar que os profissionais farmacêuticos devem ter suas Carteiras de Trabalho assinadas imediatamente sob pena de fiscalização dos órgãos ligados ao trabalho e emprego.

Atualmente os empresários assinam contratos de prestação de serviços com os farmacêuticos, mas esse instrumento é tido como “irregular” segundo a Procuradora do Trabalho Renata Fonseca, que dirigiu o encontro com os empresários. “A princípio, nenhuma empresa será autuada, mas alertamos que a situação seja regularizada o mais breve possível”, alertou.

Em Rio Branco, o profissional farmacêutico deve cumprir quatro horas diárias de trabalho por cada drogaria que atue. No interior, são obrigados a duas horas de trabalho por drogaria. Já as farmácias e distribuidoras de medicamentos do Acre devem manter o profissional farmacêutico durante todo o horário de funcionamento da empresa.

Para o presidente do sindicato que defende a categoria desses profissionais técnicos, Francisco Josener, a medida do MPT traria segurança e “garantia de um direito que não estava sendo respeitado no Estado”.

O presidente do Conselho Regional de Farmácias (CRF), João Arnaldo, acredita que a assinatura da Carteira de Trabalho dos farmacêuticos daria mais segura para empregados e empregadores. “Fica bom para todos os lados”, afirma.

MPT aconselha formação de consórcio entre drogarias para assinatura de Carteira de Trabalho

A Procuradora do Trabalho Renata Fonseca também aconselhou que os donos de drogarias do Acre formassem consórcio entre si para garantir os direitos trabalhistas dos profissionais farmacêuticos sem que a medida se torne onerosa aos empresários.

O consócio funcionaria com uma espécie de contrato entre duas ou mais drogarias distintas, assim, as despesas trabalhistas seriam divididas entre elas. No caso do interior do Estado, onde é comum que um único profissional trabalhe em até quatro empresas diferentes, o profissional teria a Carteira Assinada pelo Consócio formando entre todas as empresas que o emprega.

Para Nelson Brasil, proprietário de uma drogaria no município de Sena Madureira, o consórcio sinaliza como uma saída positiva para que as empresas consigam honrar as novas despesas advindas dos direitos trabalhistas dos profissionais técnicos, como férias e 13º salário.

Em Rio Branco, o consócio só pode ser formado por duas drogarias, pois, o CRF não permite a um único farmacêutico a responsabilidade técnica acima de duas empresas dispensadoras de drogas sem a manipulação de fórmulas.





Enviar para o Twitter

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Dilma canta System Of a Down

Enviar para o Twitter

domingo, 23 de outubro de 2011

Moíses Diniz contesta jornalista do ac24horas, mas Major Rocha compreende matéria como democrática

Leia post publicado por Diniz em seu blog:

A minha riqueza “espantosa”, divulgada pelo site AC24HORAS, refere-se a uma casa que eu comprei no ano de 2008 e que pagarei a última parcela em Dezembro de 2016. São 108 parcelas que pagarei mês a mês. Ainda faltam 6 anos.


Não pode haver jornalismo mais indecente do que este. O jornalista Jairo Carioca e o site AC24HORAS induzem o leitor a interpretar que eu tive um crescimento patrimonial de 544% de 2006 a 2010, a partir de um julgamento mentiroso da minha Declaração do Imposto de Renda.


Jairo Carioca é assessor do deputado major Major Rocha (PSDB).


Eles pegaram o valor R$ 50,00 (cinquenta mil reais) de uma casa que eu possuía em Tarauacá (também financiada pela Caixa Econômica Federal) e compararam com o valor da minha casa atual, que terminarei de pagar em Dezembro de 2016.

Primeiro, compararam errado, tendo em vista que a casa só será legalmente minha em dezembro de 2016 e, segundo, que fizeram uma comparação com um patrimônio de valor médio, a minha casa de Tarauacá (R$ 50.000,00), que eu até já vendi para a Lucita.

Se eles fossem honestos, como devia ser o jornalismo, deviam calcular de 2006 a 2016, quando termino de pagar a casa aonde moro. Vou cobrar reparação na justiça, por danos morais.


Uma indecência jornalística!


ISSO É A DEMOCRACIA CAMARADA, assinala deputado Major Rocha


Como fui citado inúmeras vezes, mesmo achando um debate inócuo, gostaria de registrar o meu espanto com a polêmica em torno dessa matéria. Como homem público, acho que estamos sujeitos a esse tipo de controle por parte da imprensa e da sociedade, coisa que é perfeitamente normal numa democracia. Cabe ressaltar que em nenhum momento observei na matéria qualquer indicação que o patrimônio desse ou daquele político tinha origem ilícita. Esse é mais um fato que me intriga. Qual o motivo de tanta revolta?

Quanto ao questionamento sobre a honestidade do Jornalista e do AC24Horas, quero dizer que discordo totalmente da opinião do Deputado Moisés Diniz, sugiro que ele leia os jornais e sites que são sustentados com dinheiro público para ver quem é que verdadeiramente faz jornalismo indecente.

Também acho qu...e o Deputado deveria respeitar o seu trabalho do jornalista Jairo Carioca, um profissional ético que não mistura assessoria com jornalismo. Talvez o seu descontentamento com o jornalista e com o Site AC24Horas seja justamente por que nenhum dos dois estão na lista daqueles que são pagos para ocultar a verdade. Daqueles que só falam o que é conveniente para o Deputado e o seu governo. Daqueles que só apresentam um lado da notícia, coisa que é muito comum no jornalismo acreano. Por falar nisso gostaria de parabenizar o AC24Horas por ser um dos poucos espaços onde verdadeiramente se exercita o bom jornalismo, basta notar que a versão do Deputado já foi postada.

Enviar para o Twitter

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Fórum Acreano de Mídias Sociais: A relação entre as redes sociais e o mercado de trabalho


Todo mundo enche a boca quando fala sobre Redes Sociais. Enche a boca e os olhos também. Está na moda, atire a primeira pedra quem não tem perfil no Twitter, no Facebook,  no Orkut, ou no Msn? Afinal, qual a diferença entre elas?  Esqueçamos a diversão, as conversas improdutivas, mas relaxantes do tipo: “estou com fome”, “vou almoçar daqui a pouco”, acho que vai chover” ou “ai, que calor”. Pensemos agora no mundo de possibilidades que todos os dias desprezamos quando estamos conectados às redes sociais.

É muito bom encontrar amigos do passado, colegas de escola, de faculdade, mas que tal descobrir ideias semelhantes às suas, pessoas que têm o mesmo sentimento empreendedor: criar negócios, gerenciar projetos, fazer-se visto e percebido pelo mercado de trabalho. Se elas podem, por que eu não posso?

Para responder a alguns desses questionamentos será realizado no dia 4 de novembro, no auditório da Federação do Comércio, no novo Complexo da Fecomércio, na Avenida Getúlio Vargas, o Fórum Acreano de Mídias Sociais: A relação entre as redes sociais e o mercado de trabalho.

O evento tem como coordenador e facilitador o jornalista e especialista em Comunicação Digital, Bruno Cássio e conta com o apoio na organização de acadêmicos do último período do curso de Jornalismo do Iesacre. 

A intenção desse Fórum é estimular o debate sobre a qualificação dos profissionais das várias áreas para o mercado de trabalho, mas de olho nas redes sociais como um ponto de convergência de várias oportunidades de emprego e renda.  

As inscrições do evento custam 25 reais para estudantes e 50 reais para profissionais. Podem participar estudantes do ensino médio, a partir do 2º ano, acadêmicos de qualquer área do conhecimento, interessados no tema, e profissionais das mais variadas áreas de atuação no mercado de trabalho.


As inscrições serão aceitas até o dia 1º de novembro. Têm alguma dúvida? Então ligue: 8416.4261, acesse twitter.com/reporterpor1dia, procure Bruno Cássio no Facebook e ou envie e-mail para reporterporumdia@gmail.com.

Enviar para o Twitter

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Recorde histórico

 Concorrência para curso de medicina da Ufac já é o maior de todos os tempos

O número de pretendentes a uma vaga no curso de medicina na Universidade Federal do Acre (Ufac) já é o maior de todos os tempos, na instituição. A concorrência que não passava de 50 candidatos para cada vaga ofertada saltou para 183 na seletiva de 2012.


Uma das principais explicações para o crescimento exponencial é adesão da Ufac ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – o teste valoriza o raciocínio lógico em detrimento da decoreba que exigia o antigo vestibular. A gratuidade do Enem, que atinge quase a maioria dos que se inscrevem, também colabora para o crescimento nos números.

O diretor do Núcleo de Processo Seletivo da Ufac (Nups), o professor Adailton de Souza Galvão, afirma que há também um número recorde de inscrições gerais para todos os cursos, cerca de 32 mil concorrentes.
Para se ter uma ideia da grandeza dos dados, um dos vestibulares mais concorridos do País, o da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) que realiza a seletiva da Universidade de São Paulo (USP), entre outras, teve concorrência de 49 por vaga em medicina no vestibular 2011.

Só a concorrência dos que querem fazer enfermagem (57 por vaga) na Ufac – o terceiro mais disputado do momento – supera o número da USP do ano passado. Contudo, a maioria dos grandes certames Brasil afora ainda estão com inscrições abertas no decorrer desta semana, outros ainda vão até o fim do mês. Sendo assim, é necessário esperar para que a Ufac se confirme como a disputa mais acirrada das instituições de ensino do País.

Na seletiva da Ufac, que vai usar as notas das provas do Enem que serão realizadas sábado e domingo próximos, os acrianos representam a maior parcela dos que disputam o espaço, logo em seguida, os rondonienses.

Medicina Fuvest (USP) 2011:
Inscritos 13.545 para 275 vagas: concorrência de 49 por um.

Ufac 2012:

– Medicina (Bacharelado)inscritos 7.331 para 40 vagas: concorrência de 183 por um;

– Direito (Bacharelado) Inscritos 3.386  para 50 vagas: concorrência de 67 por um;

– Enfermagem (Bacharelado) inscritos 1.719 para 30 vagas: concorrência de 57 por um.

Para verificar a concorrência de outros cursos da Ufac, clique no link abaixohttp://rnp.ufac.br/estatisticas2012/index.html

Enviar para o Twitter

sábado, 15 de outubro de 2011

Osmarino Amâncio insatisfeito com tentativa de aproximação entre Psol e Marisa Silva

O ex-seringueiro e ex-presidente estadual do Psol no Acre, Osmarino Amâncio, nunca deixou de demonstrar insatisfação com a ex-companheira de seringal Marina Silva. No começo da semana, Osmarino divulgou uma carta pela qual informa desligamento da corrente partidária Movimento Terra e Liberdade (MTL) por defender aproximação do Psol com a ex-senadora Marina Silva (sem partido).


Amâncio costuma acusar Marina Silva de promover uma ampla destruição das florestas quando esteve a frente do Ministério do Meio Ambiente no governo do ex-presidente Lula da Silva. Para ele, a então ministra constituira o “Ministério das ONG’s, implementando políticas públicas que afrontam os interesses reais de conservação da floresta e de garantia de vida digna para as populações tradicionais que dela sobrevivem”.

Com a polêmica envolvendo a extração de madeira na Reserva Antimary, o ex-serigueiro questiona o paradeiro de Marina. “Neste momento, reacendem as lutas sociais no Acre. Onde está Marina? Em Brasília? No Rio de Janeiro?”.

Ao encerrar a carta, Amâncio ironiza ao lembrar o ditado popular: “Dize-me com quem andas que te direi quem és”.

Leia aqui a carta

Enviar para o Twitter

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Perpétua usa Twitter para explicar gastos telefônicos


É gastando créditos de sua conta telefônica da Câmara Federal que a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) explica o porquê de estar dentre os 10 parlamentes brasileiros que mais utiliza o serviço de telefonia disponibilizado pela Câmara Federal.

 “Agora mesmo to gastando a cota internet/telefone para tuitar e manter todos informados do que faço”, disse a deputada aos milhares de seguidores de seu microblog Twitter.

Ao responder indagações do leitor Guilherme Duarte da possibilidade de a deputada “divulgar com transparência” como foram utilizados os gastos telefônicos, Perpétua esclareceu que os custos dos telefones instalados em seu gabinete têm acompanhamento da Câmera Federal, mas ressalta que chega a pagar a conta de parte do consumo com o próprio salário. “Minha cota nem dá conta, às vezes entra no meu salário”, diz.

Também pelo Twitter, Almeida explicou ao jornalista acriano Altino Machado que “as pessoas não teriam condições de arcar com as ligações e o mandato”. A deputada divulgou uma nota de esclarecimento alegando que disponibiliza chamada a cobrar para atender a sociedade e que o alto custo das ligações seriam reflexo de um mandato atuante.

Enviar para o Twitter

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Anvisa proíbe comercialização de emagrecedores anfetamínicos

Drogarias têm dois meses para por fim ao estoque


A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu na manhã desta terça-feira (4) proibir a comercialização de remédios para emagrecer à base de anfetaminas (anfepramona, femproporex e mazindol) e manter o uso dos derivados de sibutramina, que passa a ter um controle mais rigoroso, no qual pacientes e médicos deverão assinar um termo de responsabilidade sobre os riscos à saúde.

“Os medicamentos tinha  baixa eficácia na perda de peso e altos riscos à segurança do paciente”, afirma à Agência. Os remédios são legalizados há mais de 30 anos no Brasil e passam a ter prescrição médica proibida e os registros serão todos cancelados. 

As drogarias poderão comercializar os produtos ainda durante dois meses para assegurar que os pacientes possam se adequar ao fim da comercialização e não tenham uma interrupção abrupta do tratamento. Em Rio Branco, ao menos duas dezenas de drogarias vendem os medicamentos.

Enviar para o Twitter

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Anvisa decide nesta terça-feira sobre proibição de emagrecedores

Farmacêuticos acrianos concordam com Anvisa no banimento dos medicamentos



Nesta terça-feira (4), a partir das 7h30, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decide sobre a retirada do mercado de medicamentos controlados para emagrecimento (os princípios ativos femproporex, dietilpropiona e mazindol).

O posicionamento da Agência é tido como claramente favorável a eliminação do mercado desses remédios sobre o argumento que os transtornos causados ao pacientes são maiores que os benefícios, contudo, a decisão vai levar em conta a visão da indústria farmacêutica e de médicos que prescrevem as substâncias – contrários aos argumentos da Anvisa-.
A farmacêutica acriana Larrisa Tavares diz ser favorável à proibição dos medicamentos em questão. “Os problemas cardiovasculares causados pelos emagrecedores são terríveis para quem faz uso desses medicamentos”, disse. Tavares ainda alerta para existência de um número considerável de pessoas que usam os medicamentos para fins estéticos quando deveriam ser de uso exclusivo de pacientes com obesidade grave.
Já o farmacêutico Gustavo Dias esclarece que o uso prolongando desses medicamentos acarreta “distúrbios metabólicos e quadro de depressão”. Para Dias, a ausência de conselhos médicos é outro grave problema. “Os médicos costumam apenas prescrever os medicamentos, na maioria dos casos não fazem o acompanhamento devido”, relata.

Para Edinele Sabóia, outra farmacêutica do Acre, os medicamentos deveriam ser acompanhados de uma dieta rigorosa, mas os pacientes não costumariam obedecer. Sabóia afirma ter perdido uma amiga que morreu depois de anos lutando contra o peso. “Ela morreu em complicações pós-cirúrgica de redução de estomago, mas antes disso sofreu muito com os efeitos colaterais dos emagrecedores que tomava”, conta.

A reportagem de ac24horas ouviu outros 15 farmacêuticos e todos são favoráveis ao banimento dos emagrecedores. O Brasil é o campeão mundial no uso dessas substâncias e a maioria acredita que a melhor saída para por fim ao título incômodo seria mesmo por fim a comercialização dos produtos.

A única dúvida que ainda paira sobre a decisão da Anvisa é se a substância sibutramina, o emagrecedor mais usado no país, entra ou não no rol de proibições, é esperar pelo resultado da reunião desta terça-feira em Brasília.

Enviar para o Twitter