quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Grevistas dos Correios querem R$ 400 de aumento, o governo oferece R$ 50

Na manhã desta quarta-feira, 14, os funcionários do Correios da agência central de Rio Branco, Rua Epaminondas Jacome, deflagraram greve sem previsão de término para pressionar o Governo Federal na reposição salarial de todos os servidores da empresa estatal. Entre as reivindicações, o pedido de aumento de R$ 400 a ser incorporado ao ordenamento básico, que atualmente é de R$ 806.

Para Susy Cristiny, servidora que organiza o movimento grevista no Estado, é inadmissível a proposta do governo de acréscismo de apenas  R$ 50.  De acordo com Cristiny, todos os setores da empresa aderiram à greve. 

Os Correios contam com 297 servidores em todo o Estado, número deficitário na avaliação dos trabalhadores da estatal. “Seria necessária a contratação de no mínimo 100 novos servidores para o Acre”, afirma Susy Cristiny.

Enviar para o Twitter

0 comentários: