sexta-feira, 7 de maio de 2010

Simon: 'Para os ricos há justiça, para os pobres, pancada'


Para o senador Pedro Simon (PMDB-RS), o caso do motoboy Eduardo Luiz Pinheiro, que teria sido torturado e morto em um quartel da Polícia Militar de São Paulo, "é emblemático".

Simon aborda a questão, nesta sexta-feira, 7, para refletir sobre outros casos similares "que estão acontecendo, mas passam ao largo das câmeras e dos holofotes".

Lembrando que "não havia qualquer prova de envolvimento do motoboy em qualquer tipo de crime", o Senador destacou que o assassinato de Eduardo só obteve repercussão devido à cobertura jornalística do caso.

- Se não fosse a TV Globo, Eduardo seria mais um protagonista de uma ficção arquitetada em boletins de ocorrência - declarou o parlamentar.

Ao lembrar que a vítima trabalhava como motoboy e era negro, o senador afirmou que "a Justiça tem servido preferencialmente aos mais ricos; para os pobres, e principalmente para os negros, o que há é polícia e pancada".

- O rico conhece a Justiça e paga sua soltura por meio dos melhores advogados. O pobre conhece apenas a polícia - reiterou.
Agência Senado

Enviar para o Twitter

0 comentários: