quarta-feira, 24 de março de 2010

Lage propõe um novo modelo de desenvolvimento para o Acre



Em palestra o consultor de empresas falou do desenvolvimento sensorial sustentável, que valoriza o ser humano e o meio em que vive


O empreendedor e consultor de empresas, Fernando Lage, 60, estiveram na cidade de Sena Madureira, Acre, a convite da Associação Comercial do município, onde realizou uma palestra motivacional para comerciantes, empresários, estudantes e populares. No auditório da Câmara de Vereadores, Lage falou de confiança, dos caminhos para alcançar o sucesso empresarial e do Programa de Desenvolvimento Sensorial Sustentável – um novo ideal político, econômico e social de valorização com o ser humano e o meio em que vive.


“Só tem sucesso quem planeja sua vida”, disse Lage argumentando que é preciso se organizar para alcançar melhorias pessoais e profissionais. “Confiança é o resultado do conhecimento sobre alguém. Quanto mais informações sobre quem necessitamos confiar, melhor formamos um conceito positivo da pessoa” falou Lage ao iniciar a conversa com o público. Depois indagou a platéia sobre autoconfiança, disse que é preciso acreditar nas suas potencialidades, e principalmente no produto exposto ao consumidor. Regras que para eles, são alicerce para o sucesso.


Para o empreendedor que não tem planejamento e organização, não avança. Dados da Associação Comercial do Acre solidificam a informação: surgiram 4.044 novas empresas nos últimos 5 anos; 556 delas fecharam faliram no mesmo período. Dos negócios que não deram certo estão: 256 de comércio de vestuário, 176 de prestação de serviço, 66 de comércio de material de construção, 29 de comércio de informática, 25 de comércio de medicamentos, 09 de hotelaria.


O que estaria dando errado pra que novos empreendidos não continuassem em pé? Em seguida o empreendedor questionou as políticas de desenvolvimento sustentável e o modelo de “florestania” estadual. Falou que a economia acreana estava estagnada com crescimentos inferiores a 1%, enquanto o Brasil e outras capitais chegavam a índices equivalentes a 4%. “É preciso unir melhor o ideal de preservação com empreendedorismo”, defendeu Fernando Lage.
Programa Sensorial Sustentável - É possível uma economia mais forte, sustentável valorizando o ser humano e o meio em que vive? Fernando Lage acredita que confiando nas pessoas certas, dar para chegar a um padrão de vida melhor. Por isso defende um novo programa político, econômico e social.


O programa Sensorial Sustentável é um sistema que prioriza o ser humano com desenvolvimento contínuo da capacidade de promover, produzir e preservar a vida. O foco principal é a criação de políticas públicas para setores essenciais como: saúde, educação, ecologia, economia e política. Tudo num elo com a sociedade civil organizada.

Enviar para o Twitter

0 comentários: